Siga o OTD

Atletismo

Petrúcio Ferreira bate recorde mundial dos 100m

Petrúcio Ferreira crava 10s42 nos 100m T47 do Mundial Paralímpico e baixa de novo o recorde mundial; veja a prova

Petrúcio Ferreira no Mundial de Atletismo Paralímpico em Dubai
(Daniel Zappe/EXEMPLUS/CPB)

O brasileiro Petrúcio Ferreira quebrou o recorde mundial dos 100m da classe T47. O paraibano cravou 10s42 na semifinal do Campeonato Mundial de Atletismo em Dubai, Emirados Árabes Unidos, disputada na madrugada (no Brasil) desta terça-feira (12).

Quebrar recordes mundiais é uma doce rotina na vida de Petrúcio Ferreira. A marca anterior também era dele, 10s50, obtido em junho do ano passado, em Paris, França, durante o Grand Prix de Atletismo Paralímpico. Na ocasião superou os 10s53 dele mesmo registrado Mundial de Atletismo Paralímpico de Londres, em 2017.

Petrúcio crava 10s42 em Dubai

Engana-se quem acha que foi “só”. Nos Jogos Paralímpicos do Rio de Janeiro, em 2016, ele correu a prova em 10s57, recorde mundial na época e, claro, medalha de ouro na categoria T47, classe para atletas amputados de membro superior. Foi seu cartão de visitas para o mundo.

Yohansson e Washington

Em sua bateria semifinal, a segunda de duas, Petrúcio Ferreira tinha a companhia dos compatriotas Yohansson Nascimento. Após a largada, eles permaneceram juntos por pelo menos 50 metros, quando Petrúcio acelerou ainda mais. Cruzou a linha de chegada com 10s42 e gritou de felicidade ao conferir o cronômetro oficial da competição ao lado da pista.

Yohansson foi o segundo, com 10s72, seu melhor tempo da vida, e também passou para a final. Washington Júnior, que correu na primeira semifinal, também passou e vai brigar pela medalha.

“Estou muito feliz. Eu costumo dizer que sou ligado no 220, mas hoje eu estou em altíssima tensão. A pista é muito boa e o clima está ótimo. Falta a final ainda, que vai ser forte e muito emocionante”, vibrou Petrúcio que amputou a mão esquerda devido a um acidente em uma máquina de moer capim aos 2 anos.

A final será às 13h13 (de Brasília). Assista ao vivo o Mundial de Atletismo a partir das 11h. Além de Petrúcio e Yohansson, Washington Júnior também fará a final dos 100m da classe T47, após ter classificado-se com o terceiro melhor tempo.

Petrúcio Ferreira e Yohansson Nascimento na semifinal do Mundial de Atletismo Paralímpico em Dubai
Petrúcio e Yohansson na chegada da semifinal (CPB)

+ INSCREVA-SE NO NOSSO CANAL NO YOUTUBE

Izabela Campos é bronze

Minutos após Petrúcio Ferreira abalar Dubai com o recorde mundial, a mineira Izabela Campos também contribuiu com a campanha brasileira na competição dos Emirados Árabes Unidos.

Ela foi bronze no lançamento de disco da classe F11 (cegos) com 34,28m, marca alcançada no quarto lançamento. “Não consegui encaixar bem os lançamentos realizando o movimento de girar o corpo, então decidi ficar parada para executá-los. Foi quando atingi os 34,28m e fiquei torcendo para as rivais não me alcançarem. Felizmente deu certo”, explicou Izabela.

O ouro ficou com a italiana Assunta Legnate, com 37,89m, acompanhada da Liangmin Zhang, da China (36,78m). A mineira mantém assim a tradição de subir ao pódio em Mundiais desde Doha 2015. Nas duas edições que antecederam a Dubai, Izabela foi bronze no disco, mesmo resultado que obteve nos Jogos Paralímpicos do Rio 2016 nesta prova. “Vou intensificar os treinos para mudar a cor dessa medalha lá em Tóquio 2020”, comentou.

A competição é realizada no Dubai Club for People of Determination desde a quinta-feira, 7, e segue até o dia 15 de novembro. A Seleção Brasileira conta com 43 atletas entre os 1.400 inscritos de 120 países.

Mais em Atletismo