Siga o OTD

Vôlei

Coronavírus pode cancelar Liga das Nações 2020, diz site

De acordo com reportagem do portal “UOL”, crise criada pelo aumento de casos do vírus pode impedir a realização do torneio

O Brasil perdeu para a Polônia a medalha de bronze na Liga das Nações masculina de 2019 (Crédito: FIVB)

A crise que o esporte mundial passa pela ameaça do Coronavírus pode causar uma mudança drástica no calendário do vôlei mundial. Segundo reportagem publicada nesta quarta-feira (4) no portal “UOL”, a FIVB (Federação Internacional de Vôlei) cogita adiar ou mesmo cancelar a edição deste ano da Liga das Nações, nas versões feminina e masculina. Nesta temporada, este é o segundo torneio em grau de importância programado, atrás apenas da Olimpíada de Tóquio.

Segundo a reportagem, a FIVB deve dar um parecer sobre a realização da competição até o dia 20 deste mês. “Estamos monitorando, sobretudo na FIVB (Federação Internacional de Vôlei). Esta semana todos os países que participam da VNL estão fazendo um painel para entender a situação”, afirmou Marco Túlio Teixeira, membro do Comitê de Administração da FIVB e vice-presidente da Confederação Sul-americana de Vôlei (CSV), em declaração ao “UOL”.

+INSCREVA-SE EM NOSSO CANAL NO YOUTUBE

Criada em 2018 para substituir a Liga Mundial e o Grand Prix, a Liga das Nações tem sua disputa feminina programa para ocorrer de 19 de maio a 5 de julho no feminino e 22 de maio a 5 de julho no masculino. 

Ao todo, cinco etapas da fase classificatória da Liga das Nações feminina estão previstas para serem jogadas na China, uma na Itália, uma na Coreia do Sul e uma no Japão, além da fase final, programada para a cidade chinesa Nanquin. Justamente locais em que o número de casos positivos do Coronavírus é elevado. A seleção feminina tem partidas programadas para a Coreia do Sul na quinta semana do torneio.

+ Veja mais notícias sobre o coronavírus

No masculino, serão, três etapas na China, duas no Japão, uma no Irã e uma na Itália, país para o qual também está programada a disputa do título, na cidade de Turim. A seleção brasileira joga a quarta semana da fase de classificação no Irã, um dos países que também apresenta um número elevado de mortes. São mais de 2.900 infectados e 92 mortes, de acordo com o último levantamento.

Mais em Vôlei