Siga o OTD

Vôlei

Brasil arranca virada e conquista o título do Sul-Americano

Seleção Brasileira sai perdendo por 2 a 0, cresce para cima da rival Argentina e fatura o 32º ouro no Campeonato Sul-Americano

Haja coração, amigo! Em partida eletrizante e emocionante do início ao fim, a Seleção Brasileira masculina de vôlei protagonizou uma das maiores viradas da história do Campeonato Sul-Americano e conquistou seu 32º título na competição. Diante da Argentina, a equipe mostrou poder de reação com o placar adverso, foi para cima mesmo perdendo por 2 a 0 e levou a medalha de ouro para casa. Que jogo em Santiago, capital do Chile!

Na campanha em 2019, os comandados do técnico Renan Dal Zotto mantiveram o 100% de aproveitamento. Na primeira fase, já haviam superado o maior rival do continente por 3 a 1. Em cinco partidas, foram apenas três sets desperdiçados.

Considerando o retrospecto geral do torneio, o Brasil só não ficou com o primeiro lugar na edição de 1964, quando os hermanos levaram a melhor em decisão contra a Venezuela.

+ INSCREVA-SE EM NOSSO CANAL NO YOUTUBE

O jogo

O confronto foi complicado, como não poderia ser diferente. Muito equilíbrio e intensidade em quadra. Querendo vingança após o tropeço nos grupos, a Argentina veio com tudo em busca da taça. Crescendo na reta final do primeiro set, anotou 26 a 24 e largou na frente na finalíssima.

Logo na sequência, aproveitando os vacilos brasileiros, o time alviceleste abriu margem confortável no marcador ao triunfar também na segunda parcial, desta vez com a contagem de 25 a 22. Duelo dramático em Santiago.

Já na metade final do terceiro set, os hermanos venciam por 16 a 10 e encaminhavam a conquista que não vinha há 55 anos. De maneira impressionante, o Brasil marcou sete pontos consecutivos e retomou a confiança de maneira surpreendente, tanto que fechou com um incrível 31 a 29 para se manter vivo. A partir daí, a história foi outra.

Com moral e pressionando em todas as bolas, a Seleção Brasileira atropelou. Consistente na defesa e eficaz no ataque, fez 25 a 23 e 15 a 13 para assegurar o título no tie break. Na garra, na raça e no sufoco. As cores verde e amarela dominaram a América do Sul pela 32ª vez!

TABELA:

10.09 (TERÇA-FEIRA) – Brasil 3 x 0 Equador (25/10, 25/16 e 25/14)

11.09 (QUARTA-FEIRA) – Brasil 3 x 0 Colômbia (25/15, 25/10 e 25/17)

12.09 (QUINTA-FEIRA) – Brasil 3 x 1 Argentina (25/23, 25/21, 18/25 e 21/25)

Semifinal

13.09 (SEXTA-FEIRA) – Brasil 3 x 0 Chile (25/16, 25/17 e 25/21)

Final

14.09 (SÁBADO) – Brasil 3 x 2 Argentina (24/26, 22/25, 31/29, 25/20 e 15/13)

Mais em Vôlei