Siga o OTD

Ciclismo BMX

Stevaux enfrenta tufão e chega na semi de evento teste em Tóquio

Competição acabou esvaziada por conta das condições climáticas, mas valeu pontos para os rankings mundial e olímpico

Priscilla Stevaux no evento teste de BMX
(facebook)

A brasileira Priscilla Stevaux chegou à semifinal do evento teste do BMX para Tóquio 2020. A competição foi diretamente afetada pelo tufão Hagibis, que está se aproximando do Japão e que tem previsão de que avance em direção a ilha Honshu, a maior e a principal do arquipélago, onde está Tóquio

Previsto para o final da tarde deste domingo (13), o evento teste do BMX teve que ser antecipado para o fim da manhã desta sexta (11) mesmo sob fortes chuvas e ventos. As condições climáticas adversas fizeram diversos atletas, nos dois naipes, optarem por desistir de competir alegando falta de segurança.

Com menos pilotos do que o previsto, as corridas classificatórias e as quartas de final contaram com grids mais enxutos. Já na semifinal, com o grid completo, Priscilla Stevaux, a bicampeã do mundo Mariana Pajon e a atual núnero um do ranking mundial Laura Smulders não conseguiram se classificar para a final.

Evento teste de BMX
(divulgação)

O título ficou com a japonesa naturalizada australiana Saya Sakakibara, seguida por Alise Willoughby e Felicia Stancil, ambas dos Estados Unidos.

As condições deixaram o clima da prova de confraternização, porémp, como valia ponto para os rankings mundial e olímpico.

Pista

Outro destaque foi a pista construída no Ariake Urban Sports Park, que contava com características muito diferente das que as atletas estão acostumadas no BMX Supercross. A do evento teste em Tóquio ficou “travada”, fazendo com que a velocidade dos pilotos diminuísse ao longo do percurso. Os tempos foram a perto de 50 segundos, contra os habituais 35 a 38 segundos das pistas do BMX Supercross

Mais em Ciclismo BMX