Siga o OTD

Canoagem Velocidade

Brasil conquista 18 medalhas no Pan-Americano no Equador

Depois de três dias de competições, o Brasil soma 18 medalhas no Campeonato Pan-Americano de Canoagem Velocidade, que está sendo disputado em Ibarra no Equador. Ao todo são, três de ouro, nove de prata e seis de bronze.

Depois de ganharem a medalha de prata no C2 1000m na véspera, Jack Godmann e Maico dos Santos faturaram o ouro no C2 500m neste sábado. Jack subiu ainda mais duas vezes no pódio ao ganhar o C1 500m e ficar em terceiro no C1 1000m. “Estou muito feliz com meus resultados, pois estou competindo em uma categoria acima da minha e consegui subir ao pódio”, comemorou o atleta.

A terceira medalha dourada do dia veio na prova de caiaque, com o atleta Matheus Moia, que já havia garantido seu lugar na final com a melhor colocação na sexta-feira. Na prova de hoje, ele repetiu a boa atuação e conquistou o primeiro lugar no K1 Júnior, com o tempo de 1m44s58.

Além do segundo lugar no C2 1000m, o Brasil ganhou outras oito medalhas de prata. O atleta olímpico Vagner Souza conquistou a segunda colocação na prova do K1 Sênior, ficando atrás apenas de Manuel Lascano, da Argentina, e à frente de Cristian Guerrero, da República Dominicana. A dupla Vitor Navarro e Marcos Scolaro também subiu no pódio para receber a medalha de prata, no K2 Júnior 500m, a segunda deles, que ganharam a prata também no K2 1000m. Para Vitor, o sentimento até o momento é de dever cumprido. “Após mais um dia de prova, me sinto muito feliz em ter conquistado duas medalhas de prata com o Marcos até aqui. A altitude acelera a fadiga, mas treinamos para isso. Agradeço a toda equipe que se envolveu nesse Pan-americano, e que venha mais uma medalha amanhã.”

Na canoa, Angela Silva e Andrea Oliveira ganharam duas pratas, no C2 500m e no C2 1000m. Valdenice do Nascimento ficou em segundo no C1 1000m e ficou com o bronze no C1 500m. Na categoria júnior, Helton Silva e Diego Fontes conquistaram dois segundos lugares no C2 500m e no C2 1000m. Essa é a primeira competição internacional de Diego, que não sentiu o peso da estreia e garantiu a sua primeira medalha. “Estou muito emocionado pela minha convocação, fiquei muito feliz em chegar aqui, poder dar meu melhor e conquistar a prata com meu companheiro Helton. Uma experiência muito grande, estou muito feliz e peço a Deus para conquistar um ouro amanhã C1 200 metros”, comentou Diego Fontes.

Tânia Paixão conquistou duas medalhas de bronze no C1 Júnior 500m e no C1 Júnior 1000m. Sávio Vieira, no C1 Júnior 500m, e a dupla Gilmar Junior e Airton Teixeira, no K2 500m.

Amanhã é o quarto e último dia de competições, o Brasil volta à raia para disputar as provas de 200 m.

Paracanoagem
A Paracanoagem Brasileira, que vem crescendo a cada dia e conquistando cada vez mais seu lugar no cenário mundial, inicia amanhã a sua participação do Campeonato Pan-americano, no Equador.

A equipe que é composta pelos atletas Luis Carlos Cardoso, Igor Tofalini, Debora Benevides, Mari Santili, Alex Pessoa, e os estreantes, Brenda de Almeida e Giovane de Paula, disputará as provas de canoa e caiaque.

As primeiras disputas serão dos VL1, VL2, VL3 Femininos, a partir das 10 horas, seguidas das provas masculinas: KL1 e KL2 , VL1 e VL3, KL3, VL2, respectivamente.

Receba novidades do OTD

* = campo obrigatório

powered by MailChimp!

Mais em Canoagem Velocidade