Siga o OTD

Basquete

Com recorde de Paranhos, Caxias domina LSB e volta a vencer

Divulgação Facebook

O Caxias do Sul retomou o rumo das vitórias no NBB 2017/2018 em grande estilo. Depois de sofrer duas derrotas consecutivas fora de casa, o time voltou a sorrir na competição ao levar a melhor sobre a Liga Sorocabana, nesta segunda-feira (04), no Ginásio Vasco da Gama, em Caxias do Sul (RS), pelo placar de 82 a 66.

O Caxias teve como grande destaque um atleta que atuou pela Liga Sorocabana na temporada passada: o ala/pivô Alexandre Paranhos. Com amplo domínio nas áreas pintadas, o jogador de 25 anos foi preciso sempre que acionado e estabeleceu o novo recorde de pontos de sua carreira no NBB CAIXA, com 24 pontos (10/12 nas bolas de 2 pontos). Além disso, pegou nove rebotes, deu três tocos, três assistências, roubou duas bolas e totalizou expressivos 30 de eficiência.

+CONFIRA A TABELA DO NBB 2017/18

Com o resultado, o Caxias do Sul recuperou a campanha de 50% de aproveitamento e assumiu a sétima colocação, agora com três vitórias em seis partidas. Do outro lado, a Liga Sorocabana sofreu seu quarto revés consecutivo e caiu para a décima posição, agora com dois triunfos em seis oportunidades (30% de aproveitamento).

Ao lado de Paranhos, o time da casa contou com importantes contribuições do ala Alex Oliveira, com 13 pontos, do ala/armador Cauê Borges, responsável por 12 pontos, seis rebotes e três assistências, e do armador argentino Enzo Cafferata, que atuou pela Liga Sorocabana na temporada passada, autor de 11 pontos. Com sete pontos, seis rebotes e cinco assistências, sendo boa parte delas dadas nas belas tramas ofensivas com Paranhos, o pivô Marcão foi outro destaque da equipe gaúcha.

Pelo lado da Liga Sorocabana, o destaque ficou por conta do ala/armador norte-americano Anton Cook, cestinha da partida ao lado de Alexandre Paranhos, com 24 pontos. Quem também se sobressaiu pela equipe do interior paulista foi o pivô Mineiro, que beirou o duplo-duplo ao registrar 17 pontos e nove rebotes. Com nove pontos, o ala/armador americano-brasileiro Kevin Crescenzi foi outro bom nome do time comandado por Rinaldo Rodrigues.Logo nos cinco minutos iniciais a Liga Sorocabana sofreu uma perda bastante significativa: o armador norte-americano Dontrell Brite, que cometeu uma falta técnica e uma antidesportiva e foi desqualificado da partida. Essa medida faz parte de uma nova regra da FIBA que está em vigor desde 01 de outubro de 2017.

A forte defesa talvez tenha sido a maior virtude do Caxias na partida, e alguns números podem simbolizar tal superioridade: os gaúchos roubaram um total de dez bolas, enquanto a Liga Sorocabana roubou apenas duas. A marcação caxiense forçou os sorocabanos a expressivos 26 desperdícios de bola, enquanto o time da casa perdeu apenas 12. Vale lembrar que a LSB atuou por 35 minutos sem seu armador titular, Dontrell Brite, o que não tira o mérito da defesa do Caxias.

O Caxias do Sul receberá mais um duro adversário no Ginásio Vasco da Gama com transmissão ao vivo dos canais SporTV: o Mogi das Cruzes/Helbor, nesta quinta-feira (07/12), novamente às 19 horas. Por sua vez, a Liga Sorocabana seguirá no Sul do país e medirá forças com o Joinville/AABJ, nesta quarta-feira (06/12), no Centreventos Cau Hansen, em Joinville (SC), às 20 horas.

Depois de um primeiro quarto bastante parelho, o Caxias do Sul usou o segundo período para abrir uma boa vantagem no placar. Com belas participações de Buboltz e Cafferata, ambos vindos do banco, o time da casa se aproveitou dos sucessivos erros da equipe sorocabana para abrir 15 pontos de vantagem (41 a 26). Ao fazer os cinco últimos pontos da parcial, o esquadrão do interior paulista reduziu o prejuízo para dez pontos antes da ida ao intervalo (41 a 31).

Na volta dos vestiários, o time do técnico Rodrigo Barbosa praticamente matou o jogo. Com corrida de 10 a 1 logo nos três minutos iniciais, a vantagem gaúcha subiu para 19 pontos logo de cara (51 a 32). Em seguida, ainda com ampla superioridade, a diferença subiu para 22 pontos (62 a 40). Neste período, que se encerrou com placar de 65 a 45 para os caxienses, o destaque ficou para Alexandre Paranhos, que registrou 13 pontos (6/6 nas bolas de 2), cinco rebotes e dois tocos (19 de eficiência) só neste período. A partir daí, a Liga Sorocabana não conseguiu reagir e passou o último quarto inteiro sendo controlada pelos caxienses.

Receba novidades do OTD

* = campo obrigatório

powered by MailChimp!

Mais em Basquete