Siga o OTD

Brasileiros Hugo Calderano e Gustavo Tsuboi do tênis de mesa em 2019

Tênis de Mesa

Brasileiros entre os grandes do mundo no tênis de mesa em 2019

Brasil fecha a temporada de 2019 com cinco representantes no Top 100 masculino e ums inédita no Top 50 feminino

arquivo

Brasileiros entre os grandes do mundo no tênis de mesa em 2019

Nunca tantos brasileiros brilharam no cenário mundial do tênis de mesa olímpico quanto em 2019. Foi um ano que vai ficar marcado e será lembrado por muito tempo na modalidade.

Os números são incontestáveis. Atualmente, cinco atletas ocupam posições no Top 100 do ranking mundial masculino: Hugo Calderano, Gustavo Tsuboi, Vitor Ishiy, Thiago Monteiro e Eric Jouti. Um cenário bem diferente de dez anos atrás, por exemplo, quando o tênis de mesa brasileiro vibrava ao ter pelo menos um atleta nessa lista.

Entre as mulheres, Bruna Takahashi, a primeira campeã mundial do tênis de mesa feminino do Brasil, chegou a um patamar jamais atingido por qualquer outra mesa-tenista deste país: atualmente, está no Top 50 mundial. De quebra, tornou-se, em sua primeira participação, a maior medalhista da história do tênis de mesa feminino nos Jogos Pan-Americanos: foram quatro pódios em Lima, no início de agosto.

Melhora generalizada

Entre os atletas de ponta do Brasil, a maioria conseguiu ter, em 2019, o melhor desempenho de suas carreiras no ranking mundial. Assim foi com Hugo Calderano, Gustavo Tsuboi, Vitor Ishiy, Eric Jouti, Bruna Takahashi e Jessica Yamada.

Thiago Monteiro voltou a alcançar posições que só costumava ter no auge da carreira, mostrando muita força no cenário internacional. Caroline Kumahara conseguiu ter grande desempenho, inclusive em momentos importantes da temporada, como os Jogos Pan-Americanos e o Pré-Olímpico.

Outros atletas tiveram momentos inesquecíveis em 2019. Vitor Ishiy venceu o Campeonato Pan-Americano no início de setembro, competição onde jamais tinha passado das quartas de final. Gustavo Tsuboi e Eric Jouti conquistaram o título de duplas do Aberto da Eslovênia, em maio, perdendo apenas um set em todo o torneio.

+ INSCREVA-SE EM NOSSO CANAL NO YOUTUBE

No Mundial de Budapeste, outra marca que encheu de orgulho os brasileiros torcedores do tênis de mesa. Dos oito atletas participantes, sete conquistaram a classificação para a chave principal, no melhor desempenho da história.

Na Copa do Mundo de Equipes, no Japão, novamente o Brasil conquistou vaga entre os oito primeiros, repetindo a posição do ano anterior. No Pré-Olímpico, garantimos as vagas em Tóquio 2020 no feminino e no masculino.

Mais em Tênis de Mesa