Siga o OTD

Tênis

Bia Haddad avança à terceira fase no WTA de Miami

WTA/Getty

Bia Haddad avança à terceira fase no WTA de Miami

Número um do Brasil, Bia Haddad vence tenista chinesa e avança à terceira fase do WTA de Miami. Paulista pode encarar campeã de Roland Garros na sequência.

Na tarde desta sexta-feira, a brasileira Bia Haddad avançou, pela primeira vez,  para a terceira fase em um Premier Mandatory. Disputando o WTA de Miami, a paulista venceu, por 2 sets a 0, com parciais de 6/3 e 6/2, a chinesa Shuai Zhang, cabeça de chave número 31 da competição. A partida durou 1h30.

Apesar do placar elástico, a partida não foi tranquila para a brasileira. Bia saiu na frente ao quebrar o serviço da chinesa. No quarto game, porém, Shuai conseguiu empatar a partida, mesmo com Haddad salvando cinco break-points. A paulista, na sequência, impôs o seu jogo para fechar a primeira parcial em 6/3.

Bia começou bem o segundo set, aplicando a vantagem de 3 games a 0. Com um placar confortável, a brasileira cedeu apenas dois games à adversária e salvou break-points para assegurar a vitória contra a chinesa de 29 anos;

“O placar não diz muito o que foi o jogo”, declarou Bia. “Os games foram todos apertados, dois games do primeiro set salvei no 0/40, então poderia ter ido para qualquer lado. Respeitei a tática, tentei não ficar no jogo que ela queria, um jogo mais rápido, mais plano, mais confortável pra ela. Variei bastante, usei minhas bolas, meu top spin e busquei minha intuição, jogando solta, respirando e as coisas foram acontecendo”, completou.

Bia novamente contou a torcida de brasileiros em Miami. “Se não me ajudou, atrapalhou ela”, brincou. “O povo brasileiro tem um calor a mais. Desde o primeiro game o pessoal estava gritando o meu nome e, com certeza, isso faz muita diferença. A menina se irritou em um certo momento. Agradeço a todos pela energia, é sempre bom ter o Brasil comigo”.

Essa foi a primeira vez que Bia avançou à terceira rodada de um WTA Premier Mandatory. “Ano passado eu havia ganho uma rodada aqui. Todas as semanas que venho jogando, eu busco acreditar cada vez mais. Todo jogo é uma pedreira, não tem pra onde fugir. Ganhar e perder é muito detalhe e hoje no momento certo eu joguei um pouco melhor e fui mais sólida”, afirmou.

Classificada, a número um do Brasil enfrentará a vencedora do confronto entre a letã atual campeã de Roland Garros, Jelena Ostapenko (5ª), e a húngara Timea Babos (47ª). A tenista da Letônia é considerada uma das favoritas na briga pelo título da competição.

Mais em Tênis