Siga o OTD

Surfe

Japonês é campeão de uma etapa pela 1ª vez na história

Pela primeira vez na história do surfe, um japonês vence etapa da elite. O melhor brasileiro foi o cearense Michael Rodrigues em 3º.

WSL/Dorsey

Japonês é campeão de uma etapa pela 1ª vez na história

A sexta-feira (24) foi histórica para o mundo do surfe. Em Keramas, na Indonésia, pela primeira vez um japonês sagrou-se campeão na elite. Kanoa Igarashi aproveitou-se do mar grande, encontrou seus tubos e os finalizou, principalmente na final contra o francês Jeremy Flores. O brasileiro melhor colocado foi o cearense Michael Rodrigues, na terceira posição. A próxima etapa do CT terá a janela aberta na noite do dia 28, no Brasil. Com o resultado, Kanoa assume a segunda posição no ranking.

Michael faz melhor resultado da carreira

Michael Rodrigues não foi páreo para o francês Jeremy Flores na semifinal. No entanto, o cearense tem motivos de sobra para vibrar. Afinal, ele conseguiu sua primeira semifinal de CT em toda a carreira. De 23º, ele sobe 9 posições no ranking mundial.

A campanha de Michael foi marcada por eliminações diante de Yago Dora, o vice-campeão mundial Julian Wilson e o estreante de 2018, Wade Carmichael.

Filipe Toledo cai para Kelly

Filipe Toledo caiu para Kelly Slater na etapa de Keramas, em 2019. Foto: Damea Dorsey/WSL via Getty Images

Kelly Slater conseguiu o que queria. Depois de sua vitória nas oitavas de final, a lenda norte-americana disse em entrevista que iria esmagar o brasileiro Filipe Toledo. A declaração parece ter surtido o efeito desejado, já que Toledo mostrou-se nervoso desde o início, quando entrou em uma onda fraca sem prioridade e a deu de graça para seu adversário. Depois disso, Kelly conseguiu duas notas razoáveis e apenas administrou.

Stephanie Gilmore consegue 10 unânime e é campeã

A heptacampeã mundial, Stephanie Gilmore, mostrou mais uma vez porque é o que é. Insaciável, no Finals Day, ela superou a então líder Courtney Conlogue, a surpresa Nikki Van Dijk e a sua compatriota, Sally Fitzgibbons, na final. Com um surfe polido, achando tubos e arriscando manobras de borda, Gilmore venceu suas baterias com boas margens.

A coroação veio na bateria final. Após uma ótima rasgada, uma atrasada excepcional para entrar no tubo e uma batida forte na finalização, a australiana ganhou o único 10, e unânime, do evento. Com o resultado, Stephanie retoma a lycra amarela, que não estava em seus domínios desde a primeira etapa de 2019.

Quartas de final feminina

1) Carissa Moore (HAV) 15.40 x 15.70 Brisa Hennessy (CRC)
2) Silvana Lima (BRA) 12.90 x 13.60 Sally Fitzgibbons (AUS)
3) Stephanie Gilmore (AUS) 13.40 x 12.57 Courtney Conlogue (AUS)
4) Bronte Macaulay (AUS) 11.66 x 11.77 Nikki Van Dijk (AUS)

Semifinal feminina

1) Brisa Hennessy (CRC) 12.86 x 15.07 Sally Fitzgibbons (AUS)
2) Stephanie Gilmore 11.74 x 7.80 Nikki Van Dijk (AUS)

Final feminina

Stephanie Gilmore (AUS) 16.83 x 7.00 Sally Fitzgibbons (AUS)

Quartas de final masculino

1) Michael Rodrigues (BRA) 10.20 x 9.93 Wade Carmichael (AUS)
2) Jeremy Flores (FRA) 10.47 x 10.00 Kolohe Andino (EUA)
3) Filipe Toledo (BRA) 10.53 x 12.30 Kelly Slater (EUA)
4) Adrian Buchan (AUS) 10.10 x 11.17 Kanoa Igarashi (JAP)

Semifinal masculino

1) Michael Rodrigues (BRA) 12.00 x 16.43 Jeremy Flores (FRA)
2) Kelly Slater (EUA) 13.84 x 15.07 Kanoa Igarashi (JAP)

Final masculino

Jeremy Flores (FRA) 14.63 x 15.10 Kanoa Igarashi

Mais em Surfe