Siga o OTD

Paralimpíada Todo Dia

Equipes do goalball treinam no CT Paralímpico visando Paris

Seleções feminina e masculina de goalball estão em período de treinamentos no CT Paralímpico para os Jogos de Paris-2024

Equipe feminina de golball treinando no CT Paralímpico
Dani Longhini prepara arremesso durante treino da Seleção Brasileira; Ana Gabriely acompanha (Foto: Alessandra Cabral/CPB)

As Seleções feminina e masculina de goalball estão realizando uma semana de treinos no Centro de Treinamento Paralímpico, em São Paulo. As atividades servem para ajustar os últimos detalhes das equipes para os Jogos Paralímpicos de Paris-2024. Em busca de uma medalha inédita, a equipe feminina faz treinos táticos específicos, já pensando nas adversárias da primeira fase do megaevento. O time masculino faz os ajustes finais.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBEXINSTAGRAMTIK TOK E FACEBOOK

“Estamos trabalhando intensamente com ações táticas. Após a Malmo Cup, na Suécia, identificamos alguns pontos falhos comuns nas seleções adversárias. Usamos a fase de treinamentos para entender como será possível explorar tais situações durante os Jogos Paralímpicos “, afirmou o treinador Alessandro Tosim, campeão paralímpico com a equipe masculina em Tóquio-2020.

O Brasil ficou no Grupo A, ao lado de Turquia, atual bicampeã paralímpica e campeã mundial. Além disso, a chave da primeira fase também conta com Israel, terceira colocada no último Mundial; e China, campeã asiática. O grupo B tem Coreia do Sul, Canadá, França e Japão.

“A Malmo Lady Cup, competição na qual conquistamos a segunda colocação, foi muito importante também. Ficamos com a prata após ganhar de seleções muito qualificadas, como China e Turquia. É nítida a evolução das atletas. Elas são muito boas e estamos trabalhando arduamente para a conquista da tão sonhada medalha paralímpica”, concluiu Alessandro. A Seleção feminina garantiu vaga nos Jogos Paralímpicos por meio de um convite da Federação Internacional de Desportos para Cegos (IBSA, na sigla em inglês).

Ajustes finais no time masculino

Atual medalhista de ouro paralímpico e tricampeã mundial, o time masculino garantiu sua vaga no megaevento após se sagrar campeã do mundo em dezembro de 2022. Assim como o feminino, o time masculino também está no CT Paralímpico. O técnico Jônatas Castro afirmou estar satisfeito com o nível do time em seu estágio atual.

“Chegamos até aqui como imaginávamos, na parte física, tática e técnica. Agora, posso dizer que é um momento especial porque é a finalização de todo o trabalho para os Jogos Paralímpicos. É um ajuste fino mesmo. Construímos tudo o que era necessário com a nossa equipe multidisciplinar para chegarmos da melhor maneira possível a Paris. Temos um desafio muito grande pela frente, que é defender o nosso título de campeões da competição”, comentou Jônatas.

*Com informações do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB)

Jornalista recifense formado na Faculdade Boa Viagem, apaixonado por futebol, atletismo, basquete e outros esportes.

Mais em Paralimpíada Todo Dia