Siga o OTD

Judô

Com mais duas medalhas, Judô fecha Cochabamba em 1º geral

Divulgação

Com mais duas medalhas, Judô fecha Cochabamba em 1º geral

Brasil liderou quadro de medalhas com quatro ouros, cinco pratas e cinco bronzes no Judô nos Jogos Sul-Americanos de Cochabamba

Com equipe formada por jovens judocas de 17 a 23 anos, o Brasil fechou nesta quarta-feira, 30, sua participação nos XI Jogos Sul-Americanos da Juventude novamente com pódios. Luiza Cruz conquistou o ouro no pesado feminino (+78kg) e João Marcos Cesarino (+100kg) ficou com o bronze, no pesado masculino. Dessa forma, o judô brasileiro garantiu 100% de aproveitamento com pódios em todas as categorias e ficou em primeiro lugar no quadro geral de medalhas, com quatro ouros, cinco pratas e cinco bronzes.

“Achei ótima a participação brasileira. Medalhamos em todas as categorias. Viemos para Cochabamba com uma nova geração que provou a ótima fase de renovação do nosso país. Ressalto a conduta exemplar de todos os atletas durante todo o evento. Temos jovens promissores que irão dar muita alegria para o nosso país. Eles mostraram profissionalismo, disciplina e muita vontade de vencer”, avaliou Luciano Corrêa, que estreou como chefe de equipe da seleção brasileira na Bolívia.

“Os atletas, os técnicos e o trabalho de toda a equipe de apoio foram fundamentais para esse resultado. Destaco também a acertada iniciativa de darmos oportunidade aos judocas mais novos de terem experiência em evento poliesportivo como os Jogos Sul-Americanos”, ressaltou o presidente da CBJ, Silvio Acácio Borges, que acompanhou a delegação durante todos os dias de disputas em Cochabamba.

A seleção despede-se da competição, portanto, com os títulos de Larissa Pimenta (52kg), Michael Marcelino (66kg), Leonardo Gonçalves (100kg) e Luiza Cruz (+78kg); as pratas de Robson Penna (60kg), David Lima (73kg), Giovani Ferreira (90kg), Gabriella Moraes (63kg) e Laislaine Rocha (78kg); e os bronzes de Larissa Farias (48kg), Gabrielle Gonzaga (57kg), Tiago Pinho (81kg), Bruna Silva (70kg) e João Cesarino (+100kg).

Mais em Judô