Siga o OTD

Basquete

Sampaio Corrêa bate recorde e Santo André vence na LBF

Paulo de Tarso Jr./Sampaio Basquete

Sampaio Corrêa bate recorde e Santo André vence na LBF

Diante de sua torcida, Sampaio Corrêa vence São Bernardo com vantagem recorde. Santo André supera Uninassau pela LBF. Equipes se cruzam no domingo.

Na noite desta sexta-feira, dois confrontos agitaram a LBF 2018. Com a maior vantagem já registrada na temporada, o Sampaio Corrêa bateu, no  Ginásio Castelinho, o São Bernardo por 71 a 40. Mais tarde, foi a vez do Santo André superar, em Recife, a Uninassau por 59 a 53.

No encerramento do primeiro turno, o Sampaio recebe o Santo André/APABA no domingo, às 15h, no Castelinho, enquanto o São Bernardo/Brazolin/Unip vai até o Recife encarar a Uninassau, às 17h do mesmo dia.

Sampaio Corrêa atropela São Bernardo

Os torcedores presentes no Ginásio Castelinho, em São Luís (MA), viram a maior vitória da temporada 2018 da LBF. Comandado pelas gringas Ziomara Morrison e Briahanna Jackson, o Sampaio Basquete derrotou o São Bernardo/Brazolin/Unip por 71 a 40 e manteve-se na segunda posição, agora com 71,4% de aproveitamento. A vitória foi a terceira seguida da equipe na competição. Já a equipe paulista, que permaneceu na quinta colocação, sofre sua segunda derrota seguida e o percentual cai para baixo dos 50%.

“Estou muito feliz por ganhar minha primeira partida em casa”, disse Ziomara, que elogiou a torcida boliviana. “Gostei muito da atmosfera. Eles foram ótimos e espero que venha ainda mais gente no domingo”. A pivô chilena foi a cestinha do jogo com 17 pontos  e mais 8 rebotes. A norte-americana Briahanna Jackson adicionou outros 15 pontos, 7 rebotes e 4 roubos de bola. Leila também foi bem, com 11 pontos. Pelo São Bernardo, Thayná foi a única a cruzar a barreira dos 10 pontos (fez 13). Lays teve 9 pontos e 6 assistências.

O jogo até começou equilibrado, com Sampaio vencendo o primeiro quarto por 15 a 11 e com Thayná (8 pontos) conduzindo o ataque são-bernardense. Mas Morrison e Jackson tomara conta já no segundo período, ajudando a equipe da casa a vencer a parcial por 12 (19×7) e abrir 16 no intervalo.

São Bernardo voltou mal no segundo tempo, passando os primeiros cinco minutos sem pontuar e vendo a desvantagem aumentar. O jogo coletivo não funcionou e Sampaio fechou o jogo com a maior vantagem registrada na temporada. A baixa pontuação da equipe paulista também foi a pior registrada no ano, superando os 41 pontos anotados pelo Sampaio na derrota para o Vera Cruz Campinas em janeiro.

“Nós jogamos apenas o primeiro quarto, até nossos 11 pontos, depois paramos totalmente. O time de sampaio merece os parabéns, mas hoje realmente não fizemos um bom jogo. Elas [jogadoras] individualizaram muito, e isso quebra a movimentação da equipe. Estávamos fora de jogo hoje. Agora é tentar fazer uma partida melhor no domingo”, lamentou Marcio Bellicieri.

Santo André vence e segue brigando pela vice-liderança

O Santo André/APABA deu uma grande demonstração de força nesta sexta-feira. Jogando fora de casa, no Ginásio Wilson Campos, no Recife (PE), a equipe paulista bateu a Uninassau por 59 a 53 e manteve-se na cola do Sampaio na briga pela segunda posição. A ala Jaqueline, cestinha da equipe na temporada, foi mais uma vez a pontuadora principal do jogo, com 21 pontos, 4 rebotes e 2 roubos de bola. Pelas donas da casa, o trio Casanova/Gil/Tassia não funcionou e quem comandou o ataque pernambucano foi Nicolle Chirinda, que terminou com 13 pontos e 8 rebotes.

“O time está de parabéns. Nós propusemos junto com a comissão técnica a uma estratégia e tivemos sucesso. Meu desempenho é a soma do jogo coletivo da equipe”, disse Jaqueline.

A ala andreense começou a partida com tudo, anotando 12 pontos no primeiro período e ditando o ritmo ofensivo. Uninassau voltou melhor pro segundo quarto, fazendo parcial 18×13 com Nicolle e Gabriela bem, deixando a equipe da casa com a vantagem no descanso. A ala/pivô de 1,83m foi a cestinha da equipe pela primeira vez e atuou com uma máscara protetora, depois de sofrer um choque durante um treino.

Mas a reação pernambucana parou no terceiro período. Consistente, Santo André diminuiu os espaços e a eficiência da Uninassau, que viu apenas Gil e Maria Carolina pontuarem no período. O garrafão andreense soube anular Gil e companhia – Simone e Silvinha combinaram 19 pontos e 16 rebotes. Atrás durante praticamente todo o segundo tempo, a equipe de Roberto Dornelas ensaiou reação no fim, mas não teve forças para buscar o placar. O trio Casanova/Gil/Tassia  terminou a partida com apenas 23 pontos, menos da metade do que vinha produzindo.

“Ganhar fora de casa é importantíssimo, damos mais um passo rumo ao nosso objetivo. É briga direta pela 2º colocação, e ainda tava engasgado o jogo da semifinal da Liga passada”, comemorou Bruno Guidorizzi, técnico do Santo André que relembrou a derrota nas semifinais de 2016/2017 para a equipe pernambucana, que na época fechou a série em 2 a 0 com duas vitórias contundentes.

Mais em Basquete