Siga o OTD

Didi Louzada marcou os pontos da virada do Sidney Kings sobre o Melbourne United (Foto: Divulgação/Kings)

Basquete

Didi começa mais um ano nos Kings de olho nos Pelicans

Didi Louzada fica pelo menos mais um ano na liga de basquete na Austrália, o segundo, atrás do título que escapou na temporada anterior e também de espaço na NBA

(facebook/Sydney Kings)

Didi começa mais um ano nos Kings de olho nos Pelicans

A liga de basquete da Austrália, a NBL, está começando. A bola sobe pro campeonato dia 10 de janeiro e o brasileiro Didi Louzada está lá mais uma vez, para o segundo ano defendendo o Sydney Kings. O ala vai em busca do título da temporada 2021, perdido na final que não acabou da passada, e segue de olho também nos Pelicans, na NBA.

“Estou muito motivado, o Sydney me recebeu de braços abertos, equipe, fãs, e estou muito bem adaptado ao clube e à cidade. Me preparei bem, mantive uma boa rotina de treinos, consegui me manter ativo durante todo esse período de pandemia”, fala Didi Louzada, para o Olimpíada Todo Dia.

Didi já entrou em quadra com a camisa dos Kings nesta que é a segunda temporada dele na NBL. Foi em um jogo de pré-temporada, contra o Illawarra Hawks, vencido 98 a 89. Didi jogou quase vinte minutos, fez 13 pontos, seis rebotes e duas assistências.

“Feliz em poder entrar em quadra, em voltar a jogar depois de tanto tempo. Temos um time forte, muito unido fora de quadra também, e isso ajuda bastante. Que essa seja uma ótima temporada para a gente.”

A final que não acabou

De fato o time é um dos melhores da Austrália. Tanto que um dos objetivos é o título da temporada, perdido na passada em uma final que não chegou bem ao fim. Os Kings optaram por se retirar da disputa por conta da pandemia do novo coronavírus. Com isso, o Perth Wildcats, que vencia a série final por 2 a 1, ficou com o título.

“A decisão de encerrar a competição foi a mais acertada, pela maneira como a pandemia estava avançando, e a saúde e segurança de todos precisava estar em primeiro lugar”, avalia Didi. Desanimou? “Não. Só aumenta ainda mais a nossa vontade de chegar à final e poder disputar o título”.

A estreia dos Kings na temporada 2021 é justamente contra os campeões Wildcats na casa deles. Será no dia 15 de janeiro, às 7h30 da manhã pelo horário de Brasília. A abertura será dia 10 com Melbourne Phoenix contra Melbourne United.

Olho na NBA também

A busca pelo título perdido não é o objetivo único de Didi Louzada na temporada da NBL. Ele disputa a liga australiana também de olho na NBA, mais especificamente nos Pelicans, time por onde passou após o Draft de 2019.

“Minha prioridade era seguir no Kings. Foi uma decisão tomada em conjunto com os meus agentes, Aylton Tesch e Arlem Lima, e o GM do Pelicans. Eles seguem me monitorando, acompanhando o meu trabalho aqui na Austrália, e estamos sempre em contato”, contou Didi.

Didi Louzada Sydney Kings Austrália NBL temporada 2021Illawarra Hawks
Didi ficou 19 minutos em quadra no jogo da pré-temporada (facebook/SydneyKings)

A temporada 2021 é a segunda do brasileiro no time de Sydney. Foi bem na primeira e aguardou uma possível volta ao time de Nova Orleans, o que acabou não ocorrendo. “Não há frustração alguma. Estou trabalhando para conquistar o meu espaço. Tenho o sonho de jogar na NBA e sei que preciso continuar crescendo, melhorando, para que eu agarre a oportunidade quando ela aparecer.”

Novo comandante

A maior novidade dos Kings para a temporada 2021 da NBL está no banco. O time está de técnico novo, Adam Forde, substituto de Will Weaver, que foi para a NBA. “Já deu para ver que ele (Adam) é muito detalhista, entende muito do jogo e gosta de dialogar com os atletas. Isso é importante, porque facilita os ajustes, facilita o entendimento da estratégia e da maneira como a equipe vai se comportar em quadra. Estou gostando muito dos treinos, estamos fazendo uma excelente preparação”, avaliou Didi Louzada.

Outra diferença da temporada 2021 para a do ano passado é a ausência de Andrew Bogut, jogador ídolo na Austrália, campeão na NBA com o Golden State Warriors e que fez duas temporadas com o Sydney Kings. Bogut anunciou a aposentadoria há cerca de um mês.

+ SIGA O OTD NO FACEBOOKINSTAGRAMTWITTER E YOUTUBE

“Ele é um ídolo, uma referência, um campeão da NBA. Respeitado no mundo todo e muito humilde, muito tranquilo, um excelente companheiro de grupo”, disse Didi, sobre o agora ex-companheiro de time na Austrália. “Aprendi com ele todos os dias, não apenas com os conselhos, mas observando muito ele, atitudes, gestos, conduta. Bogut é um exemplo, um líder e foi uma das pessoas que mais me ajudaram aqui no meu primeiro ano.”

Mais em Basquete

X