Siga o OTD

Atletismo

Renan Gallina faz 10,01s nos 100m e é ouro no Sula Sub-20

Renan Gallina, de apenas 19 anos, correu os 100m rasos para 10s01 e conquistou o ouro no Sul-Americano Sub-20

Renan Gallina comemora após terminar uma prova / Sul-Americano Sub-20 de Atletismo
Renan Gallina (Foto: Arquivo/Tiago Soares/CBAt)

Parece que o Brasil terá o seu primeiro velocista a completar os abaixo rasos abaixo dos 10 segundos mais cedo do que se imaginava. Nesta sexta-feira (19), Renan Gallina, de apenas 19, correu para 10s01 na final dos 100m rasos no Campeonato Sul-Americano Sub-20 de Atletismo, na Colômbia. Além de conquistar a medalha de ouro, a marca também deu ao brasileiro o recorde Nacional e Sul-Americano da categoria, assim como o segundo melhor tempo da história do Continente.
+ Compartilhe no WhatsApp
+ Compartilhe no Telegram

Vale destacar que o resultado foi aferido de maneira manual, assim como também é preciso levar em consideração a incidência do vento na pista  (+1.9). Contudo, o resultado é empolgante, pois Renan é um dos principais prospectos do País na modalidade. A marca de 10s01 superou o recorde de Paulo André Camilo no Sul-Americano Sub-20 (10s18) e igualou a marca do Sub-23, obtida por Erik Cardoso. O tempo só perde para o feito por Robson Caetano, em 1988 na Cidade do México.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBETWITTERINSTAGRAMTIK TOK E FACEBOOK

Em 2022, Renan Gallina foi eleito a revelação pela Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt). Ele conseguiu um tempo de 20s12 nos 200m rasos e, dessa forma, obteve o índice para o Mundial de Budapeste. Além disso, a marca estabeleceu um novo recorde sul-americano sub-20 da prova.

Na final dos 100m rasos do Sul-Americano Sub-20 de Atletismo, o colombiano Ronal Longa Mosqueira ficou com a medalha de prata marcando 10s08, enquanto Ezekiel Newton, de Guiana, completou o pódio com 10s42.

Outras medalhas

O Brasil conquistou outras oito medalhas nesta sexta-feira no Sul-Americano Sub-20 de atletismo, sendo uma de ouro, duas de prata e cinco de bronze. Além do ouro de Renan Gallina, o Brasil também conseguiu uma medalha dourada com Alberto Rodrigues no arremesso de peso. Ele terminou a final da prova em primeiro lugar, com 17,26m, enquanto Vitor Olivieira levou o bronze, com 16,33m. No salto com vara masculino, também teve dobradinha brasileira, com prata para Aurélio de Souza, com 4,90m, e bronze para Andreas Lothar, com 4,80m. Encerrando as provas de campo, o Brasil também teve o bronze de Gabriella Cazotti, no lançamento do dardo, com 40,81m.

Por fim, nas provas de pista, foram mais quatro medalhas. Nos 100m feminino, Suellen Silva ficou em segundo lugar, com 11s62, com Tainara Mees na terceira colocação, com 11s70. Já nos 1500m feminino, Helena Mees levou a medalha de bronze, com um tempo de 4min46s78.

Jornalista recifense formado na Faculdade Boa Viagem, apaixonado por futebol, atletismo, basquete e outros esportes.

Mais em Atletismo