Siga o OTD

Vôlei

Taubaté é superior no momentos finais e conquista a Superliga

Sesi e Taubaté decidem a Superliga masculina de vôlei. Acompanhe a finalíssima ao vivo no OTD!

Pelo quinto e decisivo jogo da final da Superliga Masculina da atual temporada, o Sesi enfrentou o Taubaté, na Arena Suzano, na noite deste sábado (11). Em um jogo de muitos erros, o time do Vale do Paraíba saiu com a vitória por 3 sets a 1 e conquistou o título da Superliga

+ CONFIRA A TABA DA COMPETIÇÃO

O primeiro ponto do jogo já mostrou o que se esperava da final. Após um longo rally, o Sesi abriu o placar. Na sequência, as duas equipes passaram a trocar pontos, até que em um bloqueio de Gustavao, o time da capital abriu 11 a 9, forçando o pedido de tempo. Na volta, o time do Taubaté cresceu no bloqueio e igualou a parcial em 11 a 11. Com o empate, mais uma vez, as duas equipes passaram a trocar pontos até a reta final da parcial, quando o saque de Lucão fez a diferença. Com o central no fundamento, os representantes abriram frente e fecharam em um ataque de Lucarelli, fazendo 25 a 21.

Na segunda parcial, a igualdade entre os times persistiu do início ao fim. Tanto Sesi, como Taubaté não conseguiram marcar mais do que dois pontos em sequência, mantendo a vantagem no placar somente em um ponto, até a reta final do set. Nela, com um maior volume defensivo, o time do Vale do Paraíba contou com os contra-ataques de Conte para abrir 21 a 18, forçando a parada no jogo. Na volta, a equipe da capital pontuou numa bola de segunda de William e um bloqueio de Gustavão para chegar no marcador, fazendo os adversários pedirem tempo.

Na volta, o Sesi conseguiu a igualdade no placar com um contra-ataque bem aproveitado por Renato. Contudo, com uma sequência de bloqueio e ataques bem aproveitados por Leandro Vissotto, o Taubaté conseguiu a vantagem e fechou a parcial com 25 a 22, fazendo 2 a 0 no jogo.

Assim como no set anterior, Sesi e Taubaté batalharam ponto a ponto desde o primeiro ponto. Em uma parcial marcada pelo alto número de erros dos dois lados, a diferença no marcador só apareceu por conta deles. Em um sequência em que o levantador Rapha cometeu invasão e o bloqueio acabou tocando na rede, a equipe da capital, abriu 16 a 14, forçando a parada no duelo. Na volta, confirmando sua virada de bola e com uma invasão de Lucas Lóh após o ataque, o time do Vale do Paraíba conseguiu a igualdade.

Com o empate em 16 pontos, as equipes trocaram pontos durante algumas viradas de bola até o que time da capital aproveitou melhor os erros do adversário. Arriscando um pouco mais na virada de bola, o Taubaté acabou aumentando o número de erros, ficando em desvantagem no placar. Com isso, em um ataque de Lucas Lóh, a equipe da capital paulista fez 25 a 21 e seguiu viva no confronto.

No quarto set, o Taubaté foi melhor no início. Fechando a porta para os ataques do adversário, o time do Vale do Paraíba abriu 5 a 2 no marcador. Na sequência, o Sesi conseguiu dar a resposta, crescendo nos bloqueios com Gustavão, e igualou o placar. Próximo da metade da parcial, Éder conseguiu encaixar bons saques e o lado vermelho da final abriu 14 a 12.

Contudo, o time do Vale do Paraíba não deixou por menos e, em uma sequência de bloqueio e contra-ataques, passou a frente do placar, com 17 a 15. Com a vantagem no placar, o Taubaté jogou com mais tranquilidade nas viradas de bola, contou com os ponteiros inspirados e em um ataque de Lucarelli fechou o set em 25 a 20, o jogo em 3 sets a 1 e conquistou a Superliga Masculina.

Seleção da Superliga masculina

Melhor jogador da final: Leandro Vissotto

MVP da Superliga: Lucarelli

Melhor levantador: William

Melhor oposto: Allan

Melhor ponteiro: Lucarelli

Melhor ponteiro: Lucas Lóh

Melhor central: Lucão

Melhor central: Éder

Melhor líbero: Thales

AGENDA DO DIA

Mais em Vôlei