Siga o OTD

Paralímpicos

Jane Karla Gogel quebra recorde mundial paralímpico indoor

Única atleta com deficiência a participar da Série Mundial de tiro com arco em Luxemburgo, a brasileira Jane Karla quebrou o recorde mundial paralímpico

jane karla, tiro com arco paralímpico

A brasileira Jane Karla Gogel conseguiu um feito histórico nesta sexta-feira. Com 575 pontos somados na classificatória da Série Mundial de tiro com arco indoor em Luxemburgo, ela quebrou o recorde mundial paralímpico da modalidade.

“Estou muito feliz com esse resultado. Foi a primeira vez que eu participei de um evento da Série Mundial. Eu já estava toda empolgada com isso e ainda veio esse resultado. Apesar de ser um campeonato olímpico, eu consegui bater o recorde paralímpico. É meu primeiro recorde mundial. Espero voltar a competir em Nimes em janeiro pela Série Mundial e quem sabe eu bato de novo meu recorde. Mas foi muito bacana. Agora é treinar mais para melhorar ainda mais a pontuação”, afirmou Jane Karla, feliz da vida com o feito obtido.

Jane Karla posa ao lado do número 575, novo recorde mundial paralímpico

A nova marca indoor do arco composto paralímpico já foi oficializada pela World Archery, a federação internacional que rege a modalidade no planeta. A recorde anterior pertencia a Maria Andrea Virgilio, que tinha somado 572 pontos durante o Campeonato Italiano em 3 de fevereiro de 2019.

Para chegar ao recorde mundial, Jane Karla atirou 60 flechas e somou 575 dos 600 pontos possíveis. Por incrível que pareça, esta não foi a melhor marca da vida da brasileira. Semana passada, em Portugal, onde defende o Sporting Lisboa, ela somou 580 pontos, bateu o recorde brasileiro indoor, mas não valeu como mundial porque tratava-se de uma competição nacional.

Nesta sexta, Jane Karla está disputando um torneio reconhecido pela World Archery, que é a etapa da Série Mundial de tiro com arco indoor em Luxemburgo, aberto para a disputa de atletas sem deficiência. A brasileira é a única atleta paralímpica a participar do torneio.

Por coincidência, a líder da fase classificatória, a britânica Ella Gibson somou 596 pontos e também quebrou o recorde mundial olímpico do arco composto indoor, superando em um ponto a americana Erika Jones, que detinha a marca desde 2014.

Mais em Paralímpicos