Siga o OTD

Paralímpicos

Melhor atleta do ano, Cátia O. superou problemas em 2018

Cátia Oliveira recebeu o Prêmio Paralímpicos como melhor atleta do tênis de mesa em 2018 e falou com o Olimpíada Todo Dia. Confira!

No mesmo dia em que entrou para a história do esporte paralímpico brasileiro conquistando a prata no Campeonato Mundial de tênis de mesa, Cátia Oliveira enfrentou um momento difícil. O pai da atleta faleceu logo após a conquista da medalha na Eslovênia.

“Está sendo muito difícil, né? Porque meu pai era meu principal incentivador, era o principal torcedor”, contou a mesatenista em entrevista ao Olimpíada Todo Dia.

+ CONHEÇA A HISTÓRIA DE CÁTIA OLIVEIRA

Mas mesmo com as adversidades, a carreira de Cátia continuou em alta. Pouco tempo depois, na primeira competição após a importante perda, a atleta conquistou mais um título no Campeonato Brasileiro.

“Graças a Deus, eu consegui ganhar ouro no Brasileiro, que foi um resultado muito bom pra gente e eu estou muito feliz”, disse.

E tudo isso faz parte do caminho que leva aos Jogos Paralímpicos de Tóquio 2020. Cátia Oliveira tem treinado muito para alcançar a vaga direta ao maior evento do esporte.

“Vou trabalhar firme e forte para, se Deus quiser, conseguir a medalha de ouro e a vaga já direta para a Paralimpíada 2020”, considerou Cátia, já pensando nos Jogos Parapan-Americanos de Lima, em 2019.

Encerrando a temporada de 2018 com chave de ouro, Cátia recebeu o Prêmio Paralímpicos como melhor atleta do tênis de mesa do ano. Esta foi a segunda vez que a atleta levantou o troféu – a primeira aconteceu em 2015. “É uma emoção muito grande”, finalizou.

Mais em Paralímpicos