Siga o OTD

Basquete

Stephanie Soares é eleita melhor jogadora do ano da NAIA

Em sua segunda temporada no basquete americano, a brasileira de 19 anos se tornou a primeira mulher a receber o título pela The Master’s University

Stephanie Soares - jogadora do ano da NAIA Master's University
Aos 19 anos, Stephanie Soares joga nos Estados Unidos desde o ano passado (Foto: Divulgação)

A pivô brasileira Stephanie Soares venceu o prêmio de melhor jogadora da temporada 2019/2020 da NAIA, uma das divisões do basquete feminino universitário norte-americano. Jogando sua segunda temporada pela Master’s University, a jogadora de apenas 19 anos se tornou a primeira mulher da universidade a conquistar o título.

Mesmo jogando quatro partidas a menos que na temporada anterior, Stephanie, que tem 2 metros de altura, foi líder em cinco categorias do campeonato: total de rebotes por jogo (13,65), total de bloqueios (151), bloqueios por jogo (4,87), rebotes defensivos por jogo (10,52) e rebotes totais (423). Além disso, conseguiu estabelecer novos recordes na carreira em único jogo, com 35 pontos, 22 rebotes, 12 bloqueios e seis roubadas de bolas.

“É uma conquista muito grande, mas esse foi o meu alvo desde o começo. Claro, eu não conseguiria essa conquista sem o meu time. Fiquei sabendo do resultado pelas redes sociais e fiquei muito feliz. Triste porque não pudemos jogar pelo título do ano, mas agora é me preparar para a próxima temporada, melhorando coisas que preciso melhorar”, disse Stephanie ao site da CBB.

+INSCREVA-SE EM NOSSO CANAL NO YOUTUBE

“Eu fico muito animada em assistir e torcer pela Stephanie porque sei que este prêmio é apenas o começo para ela”, afirmou sua companheira de equipe, a veterana Hannah Ostrom. “É raro jogar com alguém que consegue produzir as incríveis estatísticas que ela tem. Stephanie não é apenas naturalmente talentosa, ela está constantemente procurando maneiras de melhorar seu jogo”, completou Ostrom.

Reconhecimento

Ainda no começo de março, Stephanie Soares foi eleita também a jogadora do ano da conferência Golden State Athletic e a melhor jogadora de defesa pelo segundo ano consecutivo. A brasileira recebeu ainda o prêmio de melhor da temporada da associação de técnicos do basquete feminino norte-americano (WBCA). Em 2019, foi campeã dos Jogos Pan-Americanos com a seleção brasileira, em Lima, ajudando acabar com uma fila de quase 30 anos.

“Estou no programa há 25 anos e fomos abençoados com jogadoras extraordinárias ano após ano, mas o tipo de temporada que Stephanie fez é digna de livros de recordes”, afirmou o treinador da Master’s University, Dan Waldeck.

Apesar do prêmio individual de Stephanie, a Master’s University não conseguiu o título da conferência Golden State Athletic desta temporada da NAIA. Na final contra o Westmont, a pivô brasileira foi o destaque com 35 pontos e 22 rebotes, mas a equipe acabou derrotada por 67 a 76.

Mais em Basquete