Siga o OTD

Wrestling

Giullia Penalber e Laís Nunes faturam bronze na Itália

Giullia Penalber e Laís Nunes brilharam nesta quinta-feira no Torneio Matteo Pellicone, na Itália, e conquistaram duas medalhas de bronze para o Brasil

Laís Nunes e Giullia Penalber medalha de bronze torneio matteo pellicone
Divulgação/CBW

Depois de um primeiro dia sem medalhas, o Brasil faturou dois bronzes nesta quinta-feira no Torneio Matteo Pellicone, etapa da Itália do Ranking Series da UWW (União Mundial de Wrestling), com Giullia Penalber (57 kg) e Laís Nunes (62 kg) no estilo livre feminino. Gabriela Rocha (68 kg) por pouco também não subiu ao pódio e ficou em quinto lugar, mesma posição alcançada por Joílson Júnior (77 kg) no estilo greco-romano.

A primeira a subir no pódio foi Giullia Penalber. A lutadora estreou com uma vitória de 11 a 4 sobre a alemã Sandra Paruszewski, mas não conseguiu passar na semifinal pela ucraniana Alina Akobiia, que acabou sendo campeã do torneio e a venceu por 8 a 0. Na disputa do bronze, ela se recuperou, se impôs contra a húngara Erika Bognar e conseguiu vencer com autoridade por por 6 a 0.

“Foi um excelente torneio de preparação para o Mundial e para os Jogos Sul-Americanos. Fiz lutas contra adversárias que posso reencontrar no Campeonato Mundial e consegui identificar diversos pontos que posso melhorar. Fico feliz de conseguir essa medalha, e gostaria de dedicar a todos que ajudam nessa dura caminhada”, afirmou Giulllia, uma das candadatas aos Jogos Olímpicos de Paris 2024.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBETWITTERINSTAGRAMTIK TOK E FACEBOOK

Na categoria até 62 kg, as competidoras foram divididas em dois grupos. Para conseguir um lugar na semifinal, Laís Nunes, apesar de ter perdido a estreia para a ucraniana Iryna Koliadenko por 15 a 4, derrotou a alemã Luisa Niemesh por um apertado 2 a 1 e a sueca Sara Lindborg por 6 a 3.

Classificada em segundo lugar na chave, Laís Nunes foi derrotada por outra ucraniana, Ilona Prokopevniuk, por 6 a 0 na semifinal. Na disputa do bronze, numa luta muito disputada, venceu a canadense Ana Paula Gonzalez por 8 a 6 para garantir o terceiro lugar.

Na final dos 62 kg, disputada por duas ucranianas, Iryna Koliadenko derrotou Ilona Prokopevniuk por 6 a 0 e conquistou a medalha de ouro. “Fiz cinco lutas de alto nível contra atletas muito boas, onde  consegui aplicar o que tenho trabalhado. Essas lutas  ajudam muito na minha preparação para o Mundial e para os Jogos Sul-Americanos e é muito importante estar sempre lutando em alto nível. Além da medalha, a pontuação adquirida pro ranking mundial agrega bastante na minha jornada. Agora é continuar o trabalho e seguir rumo aos novos objetivos”, explicou a atleta olímpica nos Jogos Rio 2016 e Tóquio 2020, Laís Nunes.

O terceiro brasileiro a tentar um lugar no pódio nesta quinta-feira foi Joílson Júnior, mas não obteve o mesmo sucesso de Giullia Penalber e Laís Nunes. O lutador da categoria até 77 kg do estilo greco-romano perdeu logo na estreia, nas quartas de final, para o atleta que ficou com o título, o húngaro Zoltan Levai por 10 a 1.

Como o algoz avançou até a final, Joílson Júnior foi repescado e teve a chance de lutar pelo bronze contra Robert Fritsch, também da Hungria, por 9 a 0 e terminou na quinta colocação.

Encerrando a participação brasileira, Grabriela Rocha, na categoria até 68 kg do estilo livre, teve uma trajetória parecida com a de Joílson Júnior. Na estreia, pelas quartas de final, a atleta perdeu para a vice-campeã Irina Ringaci, da Moldávia, por 12 a 1.

Assim como Joílson Júnior, Grabriela Rocha foi repescada direto na disputa do bronze já que a adversária que a venceu foi para a final. Mas a lutadora não resistiu à nigeriana Blessing Oborududu, perdeu por 11 a 0 e ficou em quinto lugar.

APOIE O OLIMPÍADA TODO DIA

Desde setembro de 2016, o Olimpíada Todo Dia não deixa você ter saudade dos Jogos nunca. É o único veículo de comunicação que todos os dias traz a trajetória dos atletas olímpicos e paralímpicos, combatendo a monocultura do futebol e na busca de ajudar a mudar a cultura esportiva do Brasil. Gosta do nosso trabalho? Nos apoie! Faça um pix para [email protected]

Outra alternativa para nos apoiar é usando o cupom OTD em compras na Centauro. Com o cupom, você ganha 10% de desconto na compra de equipamentos esportivos e parte do valor será revertido para o Olimpíada Todo Dia. Vale lembrar que os descontos não são cumulativos. Se alguma peça já estiver em oferta, você não conseguirá aumentar o desconto, mas se colocar o cupom OTD, parte do valor vai ajudar o portal do mesmo jeito. Você pode comprar também pela vitrine do OTD no site das Centauro.

Fundador e diretor de conteúdo do Olimpíada Todo Dia

Mais em Wrestling