Siga o OTD

Vôlei

Cai Mundial na Rússia e europeus sancionam atletas e times

FIVB já havia retirado o país como sede de duas rodadas da Liga das Nações e agora busca nova sede para o Mundial, que será entre agosto e setembro. Na Europa, Confederação vetou atletas, times e árbitros em todas as competições

vôlei Mundial de vôlei masculino Rússia
(twitter/FIVBWorIdLeague)

A federação internacional (FIVB) confirmou nesta terça-feira (1º) que o Mundial de vôlei masculino não será mais na Rússia. O motivo é a invasão militar desencadeada pelo país contra a Ucrânia. A entidade já havia, no sábado (26), anunciado a retirada do país como sede de duas rodadas da Liga das Nações. Além disso, ainda nesta terça, a Confederação Europeia excluiu de todas as suas competições times, atletas e árbitros russos e de Belarus, país aliado a Moscou no conflito.

Dizendo-se muito preocupada com a escalada da situação e com a segurança do povo a Ucrânia, a FIVB, em nota oficial, diz que “chegou à conclusão de que seria impossível organizar e sediar o Campeonato Mundial na Rússia por conta da guerra na Ucrânia. Sendo assim, decidiu por retirar da Rússia a organização do Campeonato Mundial de vôlei masculino, marcado para agosto e setembro de 2022.” Acrescenta que já informou os russos da decisão e que está atrás de alternativas.

Europa veta atletas e clubes

A Confederação Europeia de Vôlei anunciou veto a times, clubes, atletas e árbitros russos e de Belarus em participações de campeonatos continentais de vôlei de quadra, praia e na neve. A decisão impacta especialmente a reta final da Champions League, já que cinco times russos estão nas quartas de final masculina e feminina, sem nenhum jogo disputado até agora. Na masculina estão Dinamo Moscou e Zenit. Na feminina, Dinamo Kazan e Dinamo Moscou, que fariam uma das quartas de final, além do Lokomotiv Kalingrado. A CEV Cup masculina é o outro torneio impactado. Está nas semifinais com o russo Zenit Kazan, que venceu o Monza fora de casa na partida de ida. A volta seria nesta quarta-feira (2).

Pressão no esporte

O banimento, ainda que temporário, de atletas e times russos foi imposto inicialmente pelo Comitê Olímpico Internacional em decisão anunciada um dia antes, na segunda-feira (28), que incluiu a retirada das ordens olímpicas douradas concedidas ao presidente russo, Vladimir Putin, e a mais dois integrandes do alto escalão do governo de Moscou. As sanções contra o esporte e o mandatário já vinham ganhando corpo em diversas modalidades. No judô e no taekwondo, Putin perdeu cargos honorários que tinha junto às respectivas federações. Há, ainda, efeitos na esgrimadesportes aquáticosginástica artística. No futebol, a seleção russa foi retirada das eliminatórias e, consequentemente, da Copa do Mundo do Catar.

APOIE O OLIMPÍADA TODO DIA

Desde setembro de 2016, o Olimpíada Todo Dia não deixa você ter saudade dos Jogos nunca. É o único veículo de comunicação que todos os dias traz a trajetória dos atletas olímpicos e paralímpicos, combatendo a monocultura do futebol e na busca de ajudar a mudar a cultura esportiva do Brasil. Gosta do nosso trabalho? Nos apoie! Faça um pix para [email protected]

Outra alternativa para nos apoiar é usando o cupom OTD em compras na Centauro. Com o cupom, você ganha 10% de desconto na compra de equipamentos esportivos e parte do valor será revertido para o Olimpíada Todo Dia. Vale lembrar que os descontos não são cumulativos. Se alguma peça já estiver em oferta, você não conseguirá aumentar o desconto, mas se colocar o cupom OTD, parte do valor vai ajudar o portal do mesmo jeito. Você pode comprar também pela vitrine do OTD no site das Centauro.

Mais em Vôlei