Siga o OTD

Brasil x Bélgica - Liga das Nações

Vôlei

Brasil dita o ritmo do começo ao fim e vence a Bélgica na Liga das Nações

Melhor do começo ao fim, Brasil fez 3 sets a 0 na Bélgica e assume a segunda colocação na Liga das Nações

(Divulgação/FIVB)

Brasil dita o ritmo do começo ao fim e vence a Bélgica na Liga das Nações

Sem dar chances em nenhum momento, o Brasil venceu mais uma na Liga das Nações feminina. Nes segunda-feira (7), a seleção brasileira superou a Bélgica por 3 sets a 0, com 25/18, 25/16 e 25/17. O destaque da partida foi Tandara, com 18 bolas no chão. Com o triunfo e os três pontos, a equipe de José Roberto Guimarães assume a segunda colocação na competição, somente atrás das americanas que estão invictas.

O jogo

O jogo começou com o Brasil melhor. Dependendo mais e aproveitando os contra-ataques, com Tandara e Gabi, a seleção brasileira abriu 9 a 4. Como resposta, comandada por Helborts, a Bélgica chegou a encostar, com 9 a 7, mas logo em seguida o placar abriu mais uma vez, com 13 a 9. 

Na sequência da parcial, o Brasil voltou a crescer na defesa e, somado ao alto número de erros da Bélgica, a diferença no placar subiu e em um contra-ataque de Tandara o primeiro set terminou com 25 a 18. 

+Tabela Liga das Nações feminina

O segundo set foi em ritmo parecido. Defendendo mais e aproveitando cada vez que tinha contra-ataque, o Brasil abriu vantagem no placar, com 8 a 3. Na volta da parada técnica, a seleção brasileira manteve o ritmo e fez 16 a 11. Na reta final da parcial, a diferença no placar foi mantida e a vitória foi confirmada por 25 a 17. 

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM E NO FACEBOOK

No terceiro set, mesmo com a vantagem no placar e no volume de jogo, a seleção brasileira seguiu da mesma maneira e chegou na primeira parada técnica com 8 a 5. Na volta, a Bélgica cresceu no jogo e e cortou a diferença para apenas um ponto, com 9 a 8. Na sequência do duelo, brasileiras e belgas seguiram trocando pontos e o marcador chegou em 16 a 14 para o time de José Roberto Guimarães.

Na volta para a quadra, Tandara chamou a responsabilidade. Com uma série de pontos seguidos, a oposta comandou o time na reta final e o Brasil fechou o set em 25 a 17, fazendo 3 a 0 no jogo.

Mais em Vôlei