Siga o OTD

Curitiba e Sesc RJ Flamengo - Superliga Feminina

Vôlei

Sesc RJ Flamengo bate Curitiba por 3 a 2 em partida adiada

Flamengo se reabilita no sufoco em partida adiada pela 4ª rodada

Sesc RJ Flamengo bate Curitiba por 3 a 2 em partida adiada(Wander Roberto/Inovafoto/CBV)

Sesc RJ Flamengo bate Curitiba por 3 a 2 em partida adiada

A noite dessa terça-feira (15) foi reservada para três partidas da Superliga feminina adiadas por conta de casos de Covid-19. Na melhor delas, válida pela 4ª rodada, o Sesc Rj Flamengo suou para bater o Curitiba Vôlei no Ginásio Universidade Positivo (PR). A equipe comandada pelo técnico Bernardinho saiu de quadra com a vitória por 3 sets a 2 (25/17, 16/25, 22/25, 25/21 e 15/5).

Com 18 pontos, Lorenne foi o destaque ofensivo do Flamengo com 16 pontos, 14 deles de ataque, dois de bloqueio e um de saque.

Como a vitória veio no tie break, o Flamengo somou apenas dois pontos mas ultrapassou São Paulo Barueri e Sesi Vôlei Bauru na tabela. A equipe carioca agora está em quarto lugar com 14

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM E NO FACEBOOK

O Rubro-Negro se reabilita na competição nacional com a vitória. Na última rodada, a equipe havia sido derrotada pelo Minas. Já o Curitiba perde o embalo de duas vitórias seguidas.

+Veja a tabela completa da Superliga Feminina

O time da capital paranaense, por sua vez, foi a sete pontos, mas permaneceu na oitava colocação. Vale lembrar que o Curitiba possui dois jogos a menos que o Pinheiros, sétimo colocado da Superliga com nove pontos.

As equipes voltam a campo no final dessa semana pela 10ª rodada da competição. Na sexta-feira (18), O Sesc Rj Flamengo encara o São José dos Pinhas fora de casa às 19h. Já o Curitiba Vôlei recebe o Fluminense às 17h do sábado (19). Você poderá acompanhar ambas as partidas ao vivo no OTD.

Use o cupom OTD10 para comprar o pay per view da Superliga com 10% de desconto. Clique aqui.

O campeonato

A Superliga feminina teve início no dia 9 de novembro e contará com 12 equipes participantes. Vale lembrar que em ambos os naipes, neste ano, os duelos de quartas de final, semifinais e finais serão todos disputados em série de melhor de três. 

Entre as definições do protocolo de segurança, as equipes precisarão realizar testes de coronavírus a cada 15 dias durante a Superliga. Por fim, em caso de exames positivos, os atletas ficarão em quarentena por um período de 10 dias. Em caso de mais de quatro diagnósticos positivos, ou de duas levantadoras, o time poderá pedir adiamento dos jogos.

Mais em Vôlei