Siga o OTD

Quatro jogos agitaram a sexta-feira (13) pela segunda rodada da Superliga feminina 2020/21. E os favoritos venceram, com triunfos de Osasco/São Cristóvão Saúde, Itambé/Minas, Dentil/Praia Clube e São Paulo/Barueri. Com isso, os times chegaram aos seis pontos, com duas vitórias. O time de Uberlândia lidera nos critérios de desempate, seguido pelo rival mineiro, por José Roberto Guimarães e suas atletas e pela equipe osasquense

Vôlei

Favoritos vencem na abertura da rodada da Superliga feminina

Osasco/São Cristóvão Saúde, Itambé/Minas e Dentil/Praia Clube somaram mais três pontos, assim como o São Paulo/Barueri

O Minas ganhou sua primeira partida como mandante na Superliga (Orlando Bento/MTC)

Favoritos vencem na abertura da rodada da Superliga feminina

Quatro jogos agitaram a sexta-feira (13) pela segunda rodada da Superliga feminina de vôlei 2020/21. E os favoritos venceram, com triunfos de Osasco/São Cristóvão Saúde, Itambé/Minas, Dentil/Praia Clube e São Paulo/Barueri. Com isso, os times chegaram aos seis pontos, com duas vitórias. O time de Uberlândia lidera nos critérios de desempate, seguido pelo rival mineiro, por José Roberto Guimarães e suas atletas e pela equipe osasquense.  

Confira como foram os confrontos:

São Paulo triunfa fora de casa

São José dos Pinhais/AIEL e São Paulo-Barueri abriram a segunda rodada da Superliga. Em duelo realizado no ginásio Ney Braga, o time do técnico Zé Roberto derrotou as donas da casa e chegou ao segundo triunfo na competição, ambos como visitante. Com 17 pontos da oposto Lorrayna, de 21 anos, a equipe Tricolor aplicou 3 sets a 1, parciais de 25/14, 25/27, 25/21 e 25/16, 1h46min de jogo.

+ São Paulo/Barueri abre 2ª rodada da Superliga com vitória

Dos 17 pontos, maior pontuadora da partida, Lorrayna fez 14 em ataques ou contra-ataques, dois em bloqueios e um de saque. A oposto Kisy, de 20 anos, e a central Lorena, de 21, marcaram 14. A primeira anotou nove em ações ofensivas e cinco com o paredão. Já a segunda repetiu o desempenho de sua companheira. Pelo lado do São José dos Pinhais, a ponteira Carla, com 14 pontos, sendo 13 em ações ofensivas e um com o paredão, foi o destaque.

Praia Clube despacha o Brasília

Na sequência, com a líbero Suelen eleita a melhor em quadra, ganhadora do troféu VivaVôlei, e a oposto Brayelin Martinez, maior pontuadora do jogo, com 14 pontos, o Praia Clube despachou o Brasília Vôlei na primeira vez que atuou como mandante na Superliga. O time de Uberlândia não tomou conhecimento do rival e aplicou 3 sets a 0, parciais de 25/20, 25/15 e 25/21, em 1h35min de confronto.

+ Dentil/Praia Clube despacha o Brasília Vôlei em sets diretos

A jogadora dominicana anotou 12 pontos em ataques ou contra-ataques e fez mais dois em aces. Ainda no Praia Clube, a ponteira Fernanda Garay e a central Walewska contribuíram com oito acertos. A primeira fez seis em ações ofensivas e dois com o paredão. Já a segunda marcou cinco atacando, dois bloqueando e um de saque. No Brasília, a oposto Ariane alcançou dois dígitos, com 12 acertos, sendo dez atacando e dois em bloqueios. 

Minas com forte jogo coletivo

O Minas ganhou do Pinheiros com quatro atletas alcançando dois dígitos na pontuação. Na estreia pela Superliga em Belo Horizonte, o time mineiro marcou 3 sets a 1, parciais de 25/19, 21/25, 25/18 e 25/17. A americana Megan fez 17 pontos e foi a maior pontuadora. Além dela, a central Thaísa, com 15, e Dani Cuttino, oposto, e Pri Daroit, ponteira, ambas com 13, também foram efetivas.

+ Minas estreia em casa na Superliga e vence o Pinheiros

A líbero Léia foi eleita a melhor em quadra e ganhou o troféu VivaVôlei. A ponteira Megan foi efetiva em ataques e contra-ataques, com 15 pontos. Ela também anotou dois em bloqueios. Já Thaisa marcou 11 em ações ofensivas e quatro com paredão bem montado. Dani Cuttino contribuiu com oito acertos atacando e mais cinco bloqueando e, por fim, Pri Daroit colocou dez bolas no chão em ataques e três armando o muro que neutralizou as rivais.

Osasco passa por cima do Flu

Tandara fez 17 pontos na vitória do Osasco (João Pires/Fotojum)
Tandara fez 17 pontos na vitória do Osasco (João Pires/Fotojum)

Para encerrar os jogos desta sexta, o Osasco atropelou o Fluminense no ginásio José Liberatti. Tandara marcou 17 pontos e o time comandado pelo técnico Luizomar aplicou 3 sets a 0, parciais de 25/17, 25/18 e 25/21, em 1h27min de partida. A central Camila Paracatu, que teve 12 acertos, foi a atleta escolhida a melhor em quadra. Já o time carioca ainda não pode contar com a campeã olímpica Mari, que não foi relacionada.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM E NO FACEBOOK

Campeã olímpica em Londres-2012, Tandara fez mais uma grande partida, com 15 acertos em ataques ou contra-ataques e dois de bloqueio. Já Camila Paracatu contribuiu com nove pontos em ações ofensivas, dois bloqueando e mais um ace. A terceira atleta do Osasco que fez dois dígitos em pontuação foi a ponteira Tainara, que anotou 11, sete atacando e mais dois com paredão e de saque. No Flu, a ponta Mayara marcou 12.

Mais em Vôlei