Siga o OTD

Vôlei

Taubaté derrota Cruzeiro e conquista a Supercopa

Por 3 sets a 2, equipe do Taubaté volta a superar o Cruzeiro e fatura o segundo título na temporada

Taubaté bateu o Cruzeiro recentemente para a conquista do Troféu Super Vôlei (Renato Antunes Agência MaxxSports)

Taubaté derrota Cruzeiro e conquista a Supercopa

A recém iniciada temporada do vôlei brasileiro tem mais um novo campeão. Pela disputa da Supercopa masculina de vôlei 2020, o EMS Taubaté Funvic (SP) fez 3 a 2 para cima do Sada Cruzeiro (MG) e ficou com mais uma taça.

Há cerca de uma semana atrás, as duas equipes se enfrentaram pelo Super Vôlei e o Taubaté também venceu.

Mas se na conquista do Super Vôlei o Taubaté fez um 3 a 0 fácil. Desta vez, foi necessário o tie-break para conquistar a Supercopa. E Taubaté venceu com parciais de 19/25, 25/21, 30/28, 14/25 15/11.

Um dos destaques do campeão Taubaté foi o levantador Rapha, que substituiu o titular Bruninho na terceira parcial e foi fundamental para o título. Bruninho saiu com uma lesão na panturrilha.

cruzeiro taubaté supercopa
Célio Messias/Inovafoto/CBV

O primeiro set foi equilibrado até que a equipe mineira abriu 14 a 11 no placar. O time paulista tirou a diferença e encostou no marcador. Mas um desafio errado foi pedido e o ponto foi para o Cruzeiro, que aproveitou para abrir vantagem e fechar em 25 a 19.

+ SIGA O OTD NO FACEBOOKINSTAGRAMTWITTER E YOUTUBE

O Taubaté começou lento o segundo set, mas logo reagiu. A equipe paulista passou passou a frente e não perdeu mais, fechando em 25 a 21.

No terceiro, nenhuma equipe conseguia se distanciar no placar e o set foi se alongando. Só que em um levantamento de Cachopa, a arbitragem marcou dois toques, dando a vitória no terceiro set ao Taubaté por 30 a 28.

O Cruzeiro começou o quarto set disposto a forçar o tie-break. O time paulista simplesmente sumiu em quadra e tomou de 25 a 14.

Na decisão, o Taubaté abriu uma vantagem de três pontos que forçou o Cruzeiro a pedir um tempo. A parada funcionou e, com Isac, os mineiros passaram à frente. Mas o Taubaté, com Maurício Souza e Maurício Borges, fechou a rede e definiu o jogo em 15 a 11 no set decisivo.

Mais em Vôlei