Siga o OTD

Tóquio 2020

Lucas Verthein fecha campanha histórica na sexta colocação da final B

Brasileiro fecha campanha história no remo single skiff masculino na sexta colocação da final B

(Gaspar Nóbrega/COB)

Lucas Verthein fecha campanha histórica na sexta colocação da final B

Dono de uma campanha histórica, Lucas Verthein encerrou na noite desta quinta-feira (29), manhã de sexta (30) em Tóquio, a sua participação nos Jogos Olímpicos com a sexta colocação da final B, que definiu o posicionamento entre o 7° e 12° lugares, do remo single skiff masculino.

Em sua última regata, o brasileiro completou os 2 mil metros da prova em 6m52s09, sendo este o seu melhor tempo da competição. O atleta mais rápido nesta final B foi o alemão Oliver Zeidler, que já foi campeão mundial e europeu da prova, que encerrou os 2km de prova em 6m44s44.

+Confira o perfil de Lucas Verthein e conheça a sua trajetória

Com o resultado, Lucas Verthein iguala o melhor resultado do remo brasileiro na prova de single-skiff na história dos Jogos Olímpicos, repetindo feito de Paulo Cesar Dvorakowski em Moscou 1980. Além disso, o atleta de apenas 23 anos, que fez em Tóquio a sua estreia olímpica, recolocou o Brasil no top-15 numa prova do remo pela primeira vez desde Barcelona 1992.

Lucas Verthein remo Tóquio
Lucas Verthein fecha campanha história na 6ª colocação da Final B (Gaspar Nóbrega/COB)

+ SIGA O OTD NO YOUTUBETWITTERINSTAGRAMTIK TOK E FACEBOOK

“Avaliando minha participação nos Jogos, meus primeiros, fiz uma campanha muito positiva. Eu treinei muito para estar aqui e ficar entre os 12 melhores do mundo é muito bom. Obviamente, não estou satisfeito, eu quero conseguir mais um resultado histórico para o Brasil. É um passo de cada vez. Estamos construindo o nosso trabalho com muito amor e dedicação. Eu espero que agora, com um pouco da visibilidade que conseguimos trazer para o remo, possamos evoluir mais, conseguir mais recursos e trazer mais atletas para a modalidade. Hoje consegui cravar minha melhor marca pela FISA.”, disse Lucas Verthein.

A campanha história de Lucas Verthein e a sua história de superação, dividindo a rotina de treinos com faculdade, trabalho em uma loja de eletrônicos e entregas de comida preparadas pela mãe, fizeram com que o atleta recebesse o apoio dos brasileiros pelas redes sociais. Ele utilizou o ser perfil ainda para agradecer a torcida.

Na final A do single skiff masculino, que entregou as medalhas aos vencedores, o Stefanos Ntouskos arranca melhor tempo com 6:40.45 e faz história ao levar o primeiro ouro da Grécia na história do remo nas Olimpíadas. O norueguês Kjetil Borch e croata Damir Martin completaram o pódio.

Mais em Tóquio 2020