Siga o OTD

ygor coelho fabiana silva classificados para representar o brasil no badminton nos jogos olímpicos de tóquio

Tóquio 2020

Ygor Coelho e Fabiana Silva se garantem matematicamente nos Jogos Olímpicos

Com o cancelamento dos torneios da Malásia e de Singapura, Ygor Coelho e Fabiana Silva estão matematicamente classificados para a Olimpíada de Tóquio

Ygor Coelho e Fabiana Silva se garantem matematicamente nos Jogos Olímpicos

Nesta quarta-feira, quase um mês depois do Olimpíada Todo Dia adiantar a informação, foi oficializada a classificação dos sete representantes do boxe do Brasil em Tóquio. Na mesma data, no entanto, o OTD sai na frente de novo e antecipa mais dois classificados. Com o cancelamento dos dois últimos torneios da corrida olímpica do badminton, na Malásia e em Cingapura, Ygor Coelho, do Time Nissan, e Fabiana Silva estão matematicamente garantidos nos Jogos Olímpicos e a delegação do país já conta agora com 223 atletas.

O comunicado oficial por parte da BWF, a federação internacional de badminton, deve acontecer nos próximos dias, mas Ygor Coelho já fez post nas redes sociais comemorando o fato de ter se garantido na segunda Olimpíada de sua carreira. “Como o último torneio do ciclo olímpico que ia acontecer em Singapura foi cancelado, é oficial, EU VOU PARA TÓQUIO”, escreveu o atleta.

“Matematicamente falando os dois estão dentro. Esse é o cenário de hoje. Não pode dizer oficialmente, mas está faltando apenas a formalização da BWF”, confirmou o presidente da Confederação Brasileira de Badminton (CBBd), Beto Santini.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM, NO FACEBOOK E NO TIKTOK

Alguns ajustes no último ranking, divulgado na terça-feira, ainda serão feitos. Existe inclusive um pedido da CBBd, que está sendo avaliado pela BWF, para que os pontos do Campeonato Pan-Americano de 2019 sejam válidos para os atletas que não puderam participar da edição de 2021, já que a Guatemala fechou as fronteiras para viajantes do Brasil e apenas Ygor Coelho, que saiu da Dinamarca, pôde disputar a competição.

De qualquer maneira, 22.º colocado no ranking olímpico, Ygor Coelho está mais do que garantido, já que a lista classifica os 40 melhores. No feminino, Fabiana Silva aparece em 36.º, mas deve subir algumas posições ainda quando os classificados forem anunciados, já que uma atleta que está na frente dela, Jordan Hart não poderá participar dos Jogos porque trocou recentemente de nacionalidade, deixando o País de Gales para atuar pela Polônia. “A Fabiana deve subir pelo menos umas duas posições”, acredita Beto Santini.

+RECEBA NOTÍCIAS NO NOSSO CANAL NO TELEGRAM OU PARTICIPE DO NOSSO GRUPO DO WHATSAPP

Aos 24 anos, Ygor Coelho vai disputar a segunda Olimpíada de sua carreira. Na Rio-2016, com 19, ele foi eliminado na fase de grupos após derrotas para Scott Evans, da Irlanda, e Marc Zwiebler, da Alemanha. Para Tóquio-2020, a expectativa é de um resultado melhor, já que, além de mais experiente, o brasileiro jogou, no último ciclo nas Ligas da França e da Dinamarca, além de ter conquistado a medalha de ouro dos Jogos Pan-Americanos.

“Nesse ciclo, eu estou muito orgulhoso da forma pela qual eu lidei com as adversidades, decisões importantes e principalmente com esse ano atípico de pandemia, porque além de não ter competições, descobri uma lesão que eu tive que fazer 2 cirurgias no quadril. Esse ano, já joguei 5 torneios e estou muito feliz por estar de volta as quadras depois de tanto tempo. Conquistei uma medalha de prata no Peru Internacional e estou muito orgulhoso de mim mesmo e claro, querendo mais”, afirma Ygor Coelho.

Já Fabiana Silva, que participou dos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara-2011, Toronto-2015 e Lima-2019, vai disputar os Jogos Olímpicos pela primeira vez na carreira.

Mais em Tóquio 2020