Siga o OTD

Tóquio 2020

Alexandre Galgani termina com o 16º lugar na carabina de ar 50 m deitado

Único brasileiro no tiro esportivo nos Jogos Paralímpicos de Tóquio, Alexandre Galgani terminou a disputa da carabina de ar 50 m deitado em 16º lugar

Alexandre Galgani
Fabio Chey/CPB.

Em sua última competição nos Jogos Paralímpicos de Tóquio, Alexandre Galgani, único brasileiro no tiro esportivo no Japão, não avançou para a final. No começo da madrugada deste sábado (4), o brasileiro terminou a disputa da carabina de ar 50 m deitado misto com 618.0 pontos, na 16ª colocação.

Como foi a prova

No início de seus 60 disparos de classificação, Alexandre Galgani conseguiu somar 103.6 pontos nos primeiros 10 tiros, se colocando no grupo intermediário da competição. Em seguida, o brasileiro caiu um pouco de rendimento e conseguiu mais 102.4 pontos e acabou se distanciando da parte de cima da classificação geral da competição.

Na terceira sequência de tiros, Alexandre Galgani melhorou sua pontuação fazendo 105.3, seu melhor rendimento no dia. Em seguida, o atirador do Brasil teve seu pior resultado na classificatória, somando 101.5, e voltou a cair na classificação geral da prova.

Fabio Chey/CPB.

Nas duas últimas séries de 10 disparos, Alexandre Galgani conseguiu somar mais 103.0 e 102.2 pontos e totalizou 618.0, terminando a classificatória nos Jogos Paralímpicos de Tóquio com 618.0 na 16ª colocação geral da carabina de ar 50 m deitado misto.

+GUIA DOS JOGOS PARALÍMPICOS

O atleta

Alexandre Galgani começou no tiro esportivo paralímpico em 2013, quando conheceu o treinador da seleção brasileira, James Neto, e foi a Curitiba para receber orientações sobre a modalidade. Ele ficou tetraplégico aos 18 anos ao mergulhar em uma piscina e bater com a cabeça no fundo dela, sofrendo uma lesão na coluna.

O esporte

O tiro esportivo faz parte dos Jogos Paralímpicos desde Toronto 1976. O número de eventos se expandiu para até 29, mas depois de Sydney 2000, o tamanho do programa foi consolidado para 12 eventos. Tóquio 2020 contará com 13 eventos, nove eventos de carabina e quatro de pistola.

+ RECEBA NOTÍCIAS NO NOSSO CANAL NO TELEGRAM OU PARTICIPE DO NOSSO GRUPO DO WHATSAPP

Os alvos têm 10 anéis concêntricos e o anel no centro do alvo da carabina de ar de 10m tem um diâmetro de apenas 0,5 mm. Quase o tamanho de um ponto final em uma página impressa.

Os eventos da carabina usam medidas digitais para dividir cada zona em 10. Acertar o centro dos 10 anéis dá a pontuação mais alta de 10,9 pontos. Não é incomum que as medalhas sejam decididas por frações de pontos.

As competições podem durar de uma a três horas, enquanto alguns campos de tiro podem ser afetados pela força do vento, direção e outros fatores climáticos. O atleta deve lidar com todas essas variáveis, junto com a intensidade da ocasião. Um único tiro impreciso pode acabar com suas chances de ganhar uma medalha.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM, NO FACEBOOK E NO TIKTOK

Os atletas também devem controlar suas emoções, sua respiração e seus batimentos cardíacos, algo nada fácil em uma final de Jogos Paralímpicos.

Mais em Tóquio 2020