Siga o OTD

Tênis

Thiago Monteiro vence duas no mesmo dia e está na final em Braga

Brasileiro passou pelo italiano Andrea Arnaboldi nas quartas de pelo francês Hugo Gaston na semifinal do Challenger português. Dia teve mais oito brasileiros em ITFs pelo mundo

Thiago Monteiro Challenger de Braga tênis ITF
(Federação Portuguesa de Ténis)

Foram necessárias duas vitórias em um mesmo dia para que Thiago Monteiro conseguisse chegar na final do Challenger de Braga de tênis neste sábado (25). E ele conseguiu. Primeiro passou pelo italiano Andrea Arnaboldi por 2 a 1, de virada. Logo a seguir, derrotou em sets diretos o francês Hugo Gaston. A disputa pelo título será no domingo (26) e o adversário sairia do duelo entre o sérvio Nikola Milojevic e o espanhol Nikolas Sanchez Izquierdo.

Além de Thiago Monteiro, nove brasileiros estiveram em ação neste sábado pelas quadras de tênis do mundo, todos em torneios ITF. Mateus Alves em Johannesburgo, na África do Sul, João Victor Loureiro nas duplas, em Cancún, México, e, no Recife, Eduardo Ribeiro, Gustavo Heide, Pedro Boscardin e José Pereira na chave de simples, além de Daniel Dutra Silva e Marcelo Zormann nas duplas. Boscardin e Heide também jogaram as duplas na capital pernambucana. Vale citar, ainda, a participação de Beatriz Haddad Maia no WTA 500 de Chicago, mas a partida estava marcada para começar somente às 16h30, pelo horário de Brasília.

Thiago Monteiro

A primeira vitória de Monteiro foi mais apertada que a segunda no Challenger de Braga. O brasileiro, cabeça de chave número um, saiu perdendo por 6/4 contra Arnaboldi após ser quebrado no sexto e no décimo e último games. Antes, no nono, havia conseguido devolver a primeira delas. No segundo set, porém, ele abriu 3 a 1 após quebrar o serviço do italiano no terceiro e não deu brechas para recuperação até o décimo game. Nesse, sofreu para fechar, precisou salvar um break point, mas acabou conseguindo o 6/4 no segundo set point. Na terceira parcial, Thiago Monteiro comandou todo o marcador, conseguiu duas quebras, no primeiro e sétimo games, para fechar no oitavo em 6/2 aproveitando o primeiro de um triplo match point.

+ Melo joga com polonês em San Diego antes de retomar parceria com Dodig

Contra Gaston, terceiro cabeça de chave, a jornada foi bem mais folgada. O brasileiro venceu o primeiro set por 6/4 conseguindo quebrar o rival no quinto game após uma batalha contra o francês. No segundo, só deu Thiago Monteiro. Ele perdeu apenas o primeiro game, ainda assim pressionando muito o saque do rival, que precisou salvar dois break points. Dali em diante, seis games seguidos para o brasileiro, com três quebras, a última delas no sétimo game. Assim, Monteiro fez 6/1 e carimbou a vaga na grande decisão do torneio de tênis em Portugal.

“Foi uma boa vitória hoje e vem sendo uma boa semana também. Acabei me adaptando bem na quadra coberta, sentindo bem a bola. É um ótimo resultado, realmente muito feliz de fazer mais uma final e poder retomar a minha confiança e também fazer uma sequência de jogos. Agora é usar essa energia boa daqui do torneio, até porque tem muitos brasileiros na torcida, pra me motivar ainda mais e ir com tudo na final”, disse o melhor brasileiro no ranking mundial da ATP após assegurar a final do Challenger de Braga.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBETWITTERINSTAGRAMTIK TOK E FACEBOOK

Recife, Johannesburgo e Recife

Na capital pernambucana, Gustavo Helde e Pedro Boscardin fizeram a final de duplas do ITF de Recife contra Daniel Dutra Silva e Marcelo Zormann e venceram por 2 a 1. Fizeram 7/6, com 7/1 no tie-break, no primeiro set, tomaram o empate com 6/3 e venceram o desempate por 10 a 8. Antes, Helde e Boscardin jogaram as semifinais de simples. O primeiro venceu por 2 a 0 Eduardo Ribeiro e o segundo perdeu para José Pereira pelo mesmo placar.

Já no México, João Victor Loureiro, ao lado do anfitrião Juan Alejandro Serrano, perdeu a semifinal da chave de duplas de virada, com 4/7, 6/2 e 10/3, no ITF de Cancun. E, por fim, na África do Sul, Mateus Alves foi derrotado pelo britânico Alastair Gray por 2 a 1, com 6/4, 3/6 e 6/2 nas parciais, pela semifinal do ITF de Johannesburgo.

Mais em Tênis

viagra