Siga o OTD

Tênis

Luisa Stefani vai à semifinal do US Open e quebra jejum de 53 anos

Stefani avança no US Open e é a 1ª brasileira a fazer semi de Grand Slam desde Maria Esther Bueno em 1968

Luisa Stefani vai à semifinal do US Open top 10 ranking mundial duplas
(Andrew Ong/US Open)

Pela primeira vez em 53 anos, uma brasileira alcançou a semifinal de um Grand Slam. E a responsável é Luisa Stefani, que segue fazendo história no tênis do país. Nesta quarta-feira (8), ela e Gabriela Dabrowski confirmaram o favoritismo e venceram as quartas de final do US Open diante das tchecas Marie Bouzkova e Lucie Hradecka por 2 sets a 1, com parciais de 6/4, 4/6 e 6/1.

Com o resultado, Luisa Stefani avança a sua primeira semifinal de Grand Slam. Agora, ela e Gabi Dabrowski aguardam as próximas advesárias, qur serão as vencedoras do duelo entre as cabeças de chave um, a belga Elise Mertens e a taiwanesa Su Hsieh, campeãs de Wimbledon, e a dupla americana de Coco Gauff e Catherine McNally.

+Bia Haddad mantém embalo e estreia com vitória em mais um torneio suíço

“Muito feliz de passar para a semi, primeira semi de Grand Slam, obviamente não acabamos por aqui. Cada jogo tem sido duro, difícil, passando por altos e baixos, mas o mais importante é a gente conseguir superar esses momentos difíceis e se manter com a postura certa, a intensidade alta. Estou muito feliz com esse final e vamos levar esse embalo para o próximo jogo”,vibrou a brasileira.

Assim, Luisa escreve mais uma capítulo histórico para o tênis. A última vez que uma brasileira havai chegado a uma semifinal de Grand Slam foi com ninguém menos que Maria Esther Bueno, no US Open de 1968, quando foi campeã de duplas ao lado da australiana Margaret Court.

Vale lembrar que Luisa Stefani também conquistou a primeira medalha olímpica da história do Brasil, sendo bronze em Tóquio 2020 junto com Laura Pigossi. Além disso, ela foi a primeira mulher do país a furar o top 20 do ranking da WTA. Com a campanha até aqui, ela sobe para 12º lugar e se aproxima do inédito top 10.

Thiago Monteiro avança e brasileiros são eliminados em Challenger

Cabeça de chave número 3 no Challenger de Tulln, na Áustria, Thiago Monteiro não teve vida fácil na segunda rodada. Mas, apesar de um começo duro contra o tcheco Lukas Rosol, o brasileiro deslanchou no segundo set e conseguiu vencer por 2 a 0, com parciais de 7/6 (8-6) e 6/1.

Assim, Thiago Monteiro está nas quartas de final e terá pela frente o alemão Mats Moraing, que eliminou o cabeça de chave cinco da competição. Eles já jogaram uma única vez anteriormente no circuito profissional, com vitória do brasileiro há três anos atrás.

Ainda em Tulln, Felipe Meligeni não teve o mesmo sucesso. Ele foi derrotado na segunda rodada do torneio em sets diretos pelo cabeça de chave de chave sete, o dono da casa Dennis Novak, com o placar final de 7/5 e 6/4, depois de 1h29 de confronto. Nas duplas, entretanto, Meligeni e Rafael Matos, vindos de título no final de semana, estrearam bem, vencendo Emesz e Kaufmann por duplo 6/3.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM, NO FACEBOOK E NO TIKTOK

Já no Challenger de Kiev, na Ucrânia, o dia não foi bom para os brasileiros. Matheus Pucinelli, que até saiu na frente do português Nuno Borges, acabou levando a virada e deu adeus à chave de simples, sendo derrotado com parciais de 2/6, 6/2 e 7/5. Depois foi a vez de Orlando Luz sofrer o revés diante do convidado da casa Oleksii Krutykh, com placar final de 6/2, 3/6 e 6/3.

Nas duplas, entretanto, a história foi diferente. Orlando Luz e o cazaque Aleksandr Nedovyesov, cabeças de chave um venceram os convidados da casa Aleksandr Braynin e Georgii Kravchenko por 7/6 (9-7) e 6/3. Já Matheus Pucinelli joga com Franco Agamenone, mas o jogo com estadunidenses Stefan Kozlov e Reese Stalder foi interrompido quando estava 1 a 1.

Por fim, Fernando Romboli também estreou bem no Challenger de Cassis, na França. Ao lado do estadunidense Ernesto Escobedo, ele venceu os indianos Vignesh Peranamallur e Anirudh Chandrasekar por duplo 6/4.

Mais em Tênis

viagra