Siga o OTD

Nesta segunda-feira (18), Luisa Stefani foi liberada para sair do hotel em Melbourne e não escondeu a felicidade em deixar o quarto e realizar os treinos na quadra e em local aberto. A tenista está hospedada desde o fim de semana e cumprindo a quarentena de 14 dias para minimizar os riscos da pandemia do coronavírus. A brasileira só foi autorizada a sair para fazer suas atividades nas quadras definidas pelo Aberto da Austrália.

Tênis

Luisa Stefani treina pela primeira vez em solo australiano

A brasileira Luisa Stefani foi liberada para sair do hotel em Melbourne e não escondeu a felicidade em deixar o quarto e realizar os treinos nas quadras definidas pelo Aberto da Austrália

Luisa Stefani ao lado de sua parceira Hayley Carter na preparação para o Aberto da Austrália (Divulgação)

Luisa Stefani treina pela primeira vez em solo australiano

Nesta segunda-feira (18), Luisa Stefani foi liberada para sair do hotel em Melbourne e não escondeu a felicidade em deixar o quarto e realizar os treinos na quadra e em local aberto. A tenista está hospedada desde o fim de semana e cumprindo a quarentena de 14 dias para minimizar os riscos da pandemia do coronavírus. A brasileira só foi autorizada a sair para fazer suas atividades nas quadras definidas pelo Aberto da Austrália.

+ Australianos reclamam da realização do Grand Slam no país

Luisa Stefani ficará nesse esquema de treinamento, junto com a parceira americana Hayley Carter, até o fim deste mês. Ela deve ser liberada do isolamento social por volta do dia 29 ou 30. Se isso acontecer, a tenista brasileira poderá participar do WTA 500 de Melbourne, que começa no dia 31, e do Aberto da Austrália, torneio que abre a temporada dos Grand Slams, previsto para começar no dia 8 de fevereiro.

+ Menezes fura o quali e pega favorito em Istambul; Wild cai

Neste período de quarentena, os tenistas só podem sair do quarto do hotel durante cinco horas por dia para treinamento em quadra, academia e alimentação. “Esse primeiro dia foi muito bom. Incrível poder sair do quarto, ir treinar e passar algumas horas exercitando lá fora. Eu já estava me preparando mentalmente para ficar os 14 dias no quarto se chegasse a esse ponto”, disse Luisa Stefani.

Brasileira elogia organização do Aberto da Austrália

“Ia tentar aproveitar ao máximo e fazer os exercícios que estavam ao meu alcance. Mas, poder treinar fora é outra energia. Hoje tiramos o máximo de proveito. Dentro do quarto muda muito o ambiente”, completou a brasileira, que elogiou o esquema montado pela organização do Aberto da Austrália. “Fizeram um ótimo trabalho, tanto na entrada quanto na saída do hotel, do quarto”, destacou Luisa Stefani.

+ #5fatos que você não sabia sobre Bia Haddad; assista!

“No elevador só pode com seu grupo, no caso, eu, minha parceira e o técnico. Temos segurança nos acompanhando até a quadra e lá só nós, muito álcool em gel, limpeza antes e depois. Tem uma academia designada para cada quadra, espaço só nosso, com os materiais, peso, tudo para podermos treinar. Depois esterilizam. A agenda do dia soltam à noite. Temos ainda uma hora para comer num espaço só nosso”, concluiu.

+ SIGA O OTD NO FACEBOOKINSTAGRAMTWITTER E YOUTUBE

Luisa Stefani é a número 1 do Brasil em duplas e a 30ª colocada no ranking mundial com os pontos conquistado por ter chegado à do WTA de Abu Dhabi, nos Emirados Árabes, competição que abriu a temporada 2021, na semana passada. A tenista se tornou a primeira brasileira no top30 desde dezembro de 1976, quando Maria Esther Bueno apareceu no 29º lugar.

Luisa Stefani é a número 1 do Brasil no ranking de duplas (Andre Gemmer/Green Filmes)
Luisa Stefani é a número 1 do Brasil no ranking de duplas (Andre Gemmer/Green Filmes)

Mais em Tênis