Siga o OTD

CBSurf Pro Tour terá etapa em Ubatuba

Surfe

CBSurf Pro Tour comemora mais uma temporada de sucesso

Em 2020 o torneio nacional teve três etapas e grandes nomes do circuito mundial participando

(MUNIR EL HAGE)

CBSurf Pro Tour comemora mais uma temporada de sucesso

2020 foi um ano desafiador para o mundo em diversos aspectos e para o esporte não foi diferente. Com competições canceladas e adiadas, os torneios que aconteceram tiveram que se reinventar para ocorrer, e foi o que aconteceu com o CBSurf Pro Tour.

+ Arthur Zanetti abre mão das férias pela Olimpíada de Tóquio

Em sua terceira temporada consecutiva acontecendo, o CBSurf Pro Tour, o torneio nacional da modalidade, foi disputado em três etapas e contou com a presença de grandes nomes da modalidade. Estiveram presentes na competição Alejo Muniz, Willian Cardoso, Michael Rodrigues e Wiggolly Dantas, Foram 200 atletas no masculino e 45 no feminino, de 13 estados brasileiros, de Santa Catarina ao Pará. 

+ Em 1ª aparição de 2021, Thomas Bach enaltece Jogos de Tóquio

Entre as mulheres, outro nome importante que já representou o Brasil no Circuito Mundial, Silvana Lima, que está com vaga garantida para os Jogos Olímpicos de Tóquio e terminou como vice-campeã, ao vencer a etapa final. O título ficou com a atleta mais regular, Yanca Costa.

O que esperar em 2021

Para 2021, a expectativa é de crescimento do CBSurf Pro Tour. Diante da receptividade dos atletas, já estão previstas cinco disputas em cinco estados diferentes. “2020 foi um grande desafio, mas planejamos, acreditamos e realizamos etapas com sucesso. Não só o profissional como o Júnior Tour, investindo na base”, afirma o presidente da CBSurf (Confederação Brasileira de Surf) Adalvo Argolo.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM E NO FACEBOOK

“Tivemos o apoio do COB (Comitê Olímpico do Brasil), que enxerga e destaca a importância do surf no cenário olímpico. Aliás, teremos um ano que podemos mudar o esporte com medalhas olímpicas em Tóquio. Por isso, continuamos investindo nos circuitos nacionais, para fomentar o crescimento da modalidade”, reforça.

Mais em Surfe