Siga o OTD

Tammy Galera vira vegetariana e adere a meditação na quarentena

Saltos Ornamentais

Tammy Galera vira vegetariana e adere à meditação na quarentena

Atleta dos saltos ornamentais busca vaga para os Jogos Olímpicos de Tóquio

arquivo

Tammy Galera vira vegetariana e adere à meditação na quarentena

A pandemia do novo coronavírus segue afetando a vida de atletas de todas as modalidades. Sem poder treinar e competir como de costume, cada um tem de se adaptar da melhor maneira para manter a saúde física e mental.

Tammy Galera, dos saltos ornamentais, por exemplo, se reinventou e adquiriu dois novos hábitos em sua rotina: a meditação e o vegetarianismo.

Em uma live da Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA), Tammy revelou que já vinha pensando em realizar mudanças desde o começo do ano, mas que a rotina de treinos intensa e a proximidade de competições importantes a impediam. Com a quarentena, ela pode finalmente pô-las em prática.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM E NO FACEBOOK

“Um mês antes da quarentena eu comecei a fazer um trabalho de meditação para melhorar a minha concentração e também a respiração. Foi uma tentativa meio em cima da hora, faltava pouco para o Campeonato Sul-Americano. Como ele acabou sendo adiado, eu comecei e agora tenho tempo de sobra para praticar,” contou Tammy.

O anúncio da quarentena ajudou mais ainda no processo do vegetarianismo. Tammy havia sido recomendada por sua nutricionista a realizar a mudança em outro momento, uma vez que seu corpo poderia sofrer alterações não desejadas antes de competições importantes.

“No início do ano, eu assisti um documentário sobre vegetarianos e vi que fazia sentido para um melhor rendimento como atleta. Como eu não tenho problemas para comer, eu decidi tentar. Mas a minha nutricionista disse que por estar perto do Sul-Americano, poderia modificar muito meu corpo. Então eu deixei quieto. Aí veio a quarentena e me deu o tempo,” comentou.

Tempo extra para praticar

No início do mês, a diretoria da CBDA anunciou a suspensão do calendário de todas as modalidades da entidade até o dia 5 de julho devido à pandemia, dando a Tammy Galera mais tempo de se adaptar aos seus novos hábitos adquiridos durante a quarentena .

A atleta de 29 anos ainda busca a vaga para participar dos Jogos Olímpicos de Tóquio, adiados para 2021. Tammy Galera participou da Rio 2016 quatro anos atrás.

Em fevereiro, no Campeonato Brasileiro Interclubes, Tammy se garantiu como uma das cinco atletas do Brasil que disputariam agora em abril a Copa do Mundo de Saltos Ornamentais, competição que poderia carimbar o passaporte da saltadora ao Japão, um local de extrema importância para a família Galera.

“Minha família por parte de pai é japonesa. E eu sempre gostei muito da cultura, da comida. Sempre foi meu sonho conhecer. Era para estar lá agora tentando a vaga, mas pelo menos tem mais tempo para se preparar para conseguir essa vaga,” finalizou Tammy Galera.

Mais em Saltos Ornamentais