Siga o OTD

Rúgbi

Aos 34 anos, Baby Futuro anuncia aposentadoria

Sul-Americano de rugby sevens neste fim de semana será a última competição da atleta, que se disse tranquila com a decisão

Baby Futuro - Sul-Americano de rugby sevens
Baby Futuro tem 34 anos (Frankie Deges)

O fim de semana promete grandes emoções. Após meses longe da ação, a seleção brasileira de rúgbi sevens volta à ativa a partir deste sábado (28) para disputar o Campeonato Sul-Americano da modalidade, que será a última competição da craque Baby Futuro, que anuncia a aposentadoria aos 34 anos.

Fazendo sua estreia ainda adolescente no primeiro Sul-Americano de rugby sevens na Venezuela em 2004, Baby Futuro não participou de apenas quatro torneios por estar no exterior ou por lesões. E o Brasil nunca perdeu para adversários regionais com ela em campo.

+Veja #5fatos que você não sabia sobre Baby Futuro

“Minha ideia já era me aposentar no fim desse ano. Mas como veio a pandemia, eu pensei se realmente conseguiria chegar na Olimpíada e decidi que sim. Mas quando a gente foi para a Missão Europa, eu vi que meu joelho já está bem cansado… E o sevens é um esporte muito explosivo, que tem que ter vigor físico. Então mesmo experiente, está faltando essa parte física e achei melhor fechar [a carreira] em um Sul-Americano, enquanto ainda estou bem, do que tentar chegar a uma Olimpíada com pouca chance de êxito”, disse Baby Futuro ao Olimpíada Todo Dia.

“Mas estou tranquila. É algo que acontece com todos os atletas. E fico feliz de olhar para trás e ver tudo que construí para o rúgbi feminino, junto com todas as gerações e das minhas amigas de seleção”, completou.

Assim, o Brasil vai querer dar uma despedida inesquecível para a atleta, que já conquistou 13 títulos do Sul-Americano, dos 17 que a equipe já ganhou na história.

A competição

Ao todo serão oito times competindo pelo troféu. O Brasil está no Grupo A, ao lado de Paraguai, Chile e o anfitrião Uruguai. A Argentina, atual vice-campeã, está no Grupo B com Colômbia, Peru e Costa Rica.

+ SIGA O OTD NO FACEBOOKINSTAGRAMTWITTER E YOUTUBE

No ano passado, a Colômbia se tornou a primeira seleção sul-americana a vencer o Brasil na disputa pelo bronze nos Jogos Pan-americanos. Na ocasião, Baby Futuro esteve em campo. Em 2015, eles também reivindicaram o único Sul-Americano, que valeu também como qualificatória olímpica, já que as Yaras não competiram, por serem do país sede.

*com Fernanda Zalcman

Mais em Rúgbi