Siga o OTD

Paralímpicos

Lauro Chaman fecha Mundial com mais duas medalhas

Depois de conquistar uma prata no último sábado, Chaman ganhou a medalha de bronze na prova de Scratch e prata na disputa Omnium no último dia no Canadá

Lauro Chaman conquista mais duas medalhas no Mundial de pista - Fotos: Yuri Coghe/Divulgação
Fotos: Yuri Coghe/Divulgação

Depois de conquistar uma medalha de prata no último sábado, o ciclista Lauro Chaman encerrou o Campeonato Mundial de Paraciclismo de Pista, realizado no Canadá, com mais dois pódios neste domingo (02). O brasileiro conquistou o bronze na prova de Scratch e a prata na disputa Omnium.

A Omnium paralímpica é a reunião de quatro diferentes disputas, cada uma tem a sua premiação própria e a soma de todas também garante uma medalha. Na quinta-feira (30), Lauro Chaman já tinha disputado o contra-relógio e terminou na 11ª colocação. Na sexta-feira (31), a disputa foi na Partida Lançada de 200 metros e Lauro Chaman terminou na 5º colocação, com o tempo final de 11.405 s e média de 63.130 km/h. No sábado (01), ele ficou em segundo na prova de perseguição e conquistou a medalha de prata.

Na última disputa, realizada neste domingo, Lauro Chaman ficou em terceiro lugar na corrida Scratch de 15 km da Classe C5 e garantiu a medalha de bronze.

Com as quatro disputas realizadas, Chaman ficou com a medalha de prata na Omnium C5, com 138 pontos somados. Foram 30 pontos do contra-relógio, 32 da Partida Lançada, 38 da perseguição e mais 38 da scratch. O francês Dorian Foulon ficou com a medalha de ouro, enquanto Yehor Dementyev, da Ucrânia, completou o pódio.

Lauro Chaman recebe a medalha de prata na disputa Omnium C5. (Foto: Yuri Coghe/Divulgação)

+INSCREVA-SE EM NOSSO CANAL NO YOUTUBE

Outros brasileiros

Na corrida scratch 15 km da Classe C4, o piloto Luis Carlos Steffens disputou a final, mas terminou a prova apenas na 10ª colocação.

Entre as mulheres, Marcia Fanhani, da Classe B, participou da corrida de velocidade. Depois de avançar nas qualificatórias em 7º lugar, Marcia venceu Larissa Klaassen, da Holanda, nas quartas e se garantiu na fase seguinte. Na semifinal, no entanto, a brasileira não foi páreo para Griet Hoet, da Bélgica, e terminou a disputa na quarta colocação.

O Brasil ainda esteve presente na corrida de velocidade mista com Lauro Chaman, Luis Carlos Steffens e Carlos Alberto Soares, mas eles não conseguiram passar das qualificatórias, terminando a corrida no 9º lugar.

Mais em Paralímpicos