Siga o OTD

Paralímpicos

Equipes de vôlei sentado reiniciam treinos visando as Paralimpíadas

Foram convocados 15 jogadores para a seleção masculina e mais 13 para a feminina. Programação tem intercâmbio com times internacionais

Seleção brasileira de vôlei sentado em preparação para Tóquio 2020 no Centro de Treinamento Paralímpico
(Alê Cabral/CPB)

A primeira fase de preparação das seleções brasileiras de vôlei sentado no ano, visando os Jogos Paralímpicos de Tóquio 2020, começou na segunda-feira (20). Foram convocados 15 jogadores na masculina e 13 na feminina. Os dois times realizarão intercâmbios com seleções internacionais.

As equipes treinarão no Centro de Treinamento Paralímpico, em São Paulo, até sábado (25).

As duas seleções de vôlei sentado já possuem vaga nos Jogos Paralímpicos de Tóquio 2020. O time masculino se classificou ao ser campeão nos Jogos Parapan-Americanos de Lima 2019. Na mesma ocasião, a equipe feminina também assegurou sua participação no Japão ao conquistar a prata.

O calendário de preparação de ambas as equipes será intenso. Já em fevereiro, os homens recebem no CT Paralímpico a Ucrânia no dia 14.

“Os atletas estavam em um período de férias, então nesta primeira fase de treinamento o nosso trabalho não pode exigir demais dos jogadores, mas será para eles se conscientizarem porque, em menos de um mês, nós já teremos um jogo contra a Ucrânia. Vamos fazer musculação, avaliações e eles também terão palestras de nutrição”, comentou Célio César Mediato, técnico do time masculino de vôlei sentado.

A equipe feminina também fará intercâmbio. Em março, elas irão aos Estados Unidos, onde treinarão com a seleção anfitriã e a russa. Já no mês seguinte, ocorrerá uma Copa do Mundo na China, da qual participarão as Seleções classificadas para Tóquio e o Brasil estará com seus dois times.

+ Visando Tóquio, Seleção de judô paralímpico vai à Europa

“O objetivo principal da fase de treinamento é começar a lapidar e finalizar as organizações táticas da equipe e observar as atletas que estão disputando vaga na Seleção que irá a Tóquio. A gente quer absorver o que cada atleta tem de melhor para que as qualidades dela sejam otimizadas dentro de um grupo para que tenhamos uma Seleção muito forte no Japão”, disse José Antônio Guedes, técnico da seleção feminina de vôlei sentado.

+ INSCREVA-SE EM NOSSO CANAL NO YOUTUBE

A última etapa de treinamento do Brasil antes dos Jogos Paralímpicos de Tóquio 2020 será a aclimatação na cidade japonesa de Hamamatsu. As equipes feminina e masculina de vôlei sentado participarão desta fase de preparação.

Mais em Paralímpicos