Siga o OTD

Paralimpíada Todo Dia

Halterofilistas paralímpicos comemoram título no Brasileiro

Bruno Carra Brasileiro halterofilismo
Bruno Carra comemora vitória no Brasileiro de halterofilismo (Marcello Zambrana/CPB)

Os halterofilistas brasileiros que estiveram nos Jogos Paralímpicos de Tóquio comemoraram a boa fase e a medalha de ouro em suas novas categorias no Campeonato Brasileiro de halterofilismo, que começou nesta quinta-feira (05), no Centro de Treinamento Paralímpico, em São Paulo.  

+ Beth Gomes bate recorde mundial do arremesso de peso

Após a participação nos Jogos de Tóquio, no ano passado, o paulista Bruno Carra, que tem nanismo, e o potiguar João França Júnior, que nasceu com artrogripose, mudaram de peso e conquistaram o título brasileiro na disputa com seus novos concorrentes neste primeiro dia de competição. 

O halterofilista de Itu (SP) migrou de 54kg desde o retorno do Japão para 59kg, categoria em que ficou no primeiro lugar no pódio ao levantar 160kg. Para Bruno Carra, o novo peso corporal deu mais segurança para competir e melhorou a qualidade dos treinamentos. 

“Até os Jogos de Tóquio, tinha um caminho, um ranqueamento, e o meu estava melhor na 54kg. E, por isso, a gente acabou optando por disputar nela. Mas a categoria 59kg é a que comecei no esporte, sinto que é o meu peso natural, me sinto bem, não fico com fome, me recupero mais rápido, tenho sono melhor e, com isso, um maior desempenho esportivo”, explicou o atleta, que foi medalha de prata na Copa do Mundo da Nigéria em 2020 e ouro nos Jogos Parapan-Americanos Lima 2019.

João França também migra de classe

Já o atleta de Natal (RN) optou pela estratégia de participar nos Jogos de Tóquio na categoria até 49kg. Porém, depois, retornou ao peso de 54kg, com o qual se diz mais confortável para treinar e competir. No Brasileiro, ficou em primeiro lugar ao conseguir a marca de 159kg.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBETWITTERINSTAGRAMTIK TOK E FACEBOOK

“Agora me alimento mais, não me preocupo tanto com o peso corporal como anteriormente. Tenho feito excelentes marcas na nova categoria e espero continuar assim. Sou campeão e recordista na categoria 49kg no Open das Américas e agora quero fazer as marcas na 54kg”, apontou João França.

João França Júnior no Brasileiro de halterofilismo
João França Júnior no Brasileiro de halterofilismo (Foto: Marcello Zambrana/CPB)

O Campeonato Brasileiro de halterofilismo será a última competição antes do prazo final (8 de maio) para a inscrição para o Campeonato Regional das Américas (Open) da modalidade, que será realizado nos Estados Unidos, em julho. O Open será o primeiro torneio oficial que a seleção brasileira da modalidade terá pela frente no calendário de 2022.

Outros campeões

O jovem Lucas Manoel dos Santos foi um dos destaques do primeiro dia do Campeonato Brasileiro de halterofilismo ao ser campeão da categoria até 49kg. O atleta da Associação de Deficientes Físicos do Amazonas (Adefa) ergueu 145 kg na terceira tentativa e ficou na primeira colocação. 

“É uma emoção ver esses jovens tornando-se atletas na nossa modalidade. Eu também falo para os garotos de 14 anos que treinam com a gente para eles não desistirem. Espero que eu, a Lara, e os outros jovens estarmos lá em Paris 2024 representando bem o Brasil”, afirmou o halterofilista, que nasceu com má formação congênita no pé direito e complicações na perna.

+ Brasil garante três medalhas no primeiro dia do Aberto da França de tênis de mesa

Também aconteceram disputas de pesos pesados nesta quinta. Na categoria acima de 107kg, Jonason Lacerda, do clube CCF, foi o campeão ao erguer 185kg. Luciano Dantas, do Praia/CDDU/Uberlândia, ficou com a medalha de ouro com os 153kg levantados entre os atletas até 65kg.

Já Valdenor Santana, do CFB, ergueu 150kg e foi o melhor na categoria até 88kg. 

APOIE O OLIMPÍADA TODO DIA

Desde setembro de 2016, o Olimpíada Todo Dia não deixa você ter saudade dos Jogos nunca. É o único veículo de comunicação que todos os dias traz a trajetória dos atletas olímpicos e paralímpicos, combatendo a monocultura do futebol e na busca de ajudar a mudar a cultura esportiva do Brasil. Gosta do nosso trabalho? Nos apoie! Faça um pix para [email protected]

Outra alternativa para nos apoiar é usando o cupom OTD em compras na Centauro. Com o cupom, você ganha 10% de desconto na compra de equipamentos esportivos e parte do valor será revertido para o Olimpíada Todo Dia. Vale lembrar que os descontos não são cumulativos. Se alguma peça já estiver em oferta, você não conseguirá aumentar o desconto, mas se colocar o cupom OTD, parte do valor vai ajudar o portal do mesmo jeito. Você pode comprar também pela vitrine do OTD no site das Centauro.

Mais em Paralimpíada Todo Dia