Siga o OTD

Os Olímpicos

Egito vence na estreia da 2ª fase e sonha com vaga na quartas

Egito vence na estreia da 2ª fase e sonha com vaga na quartas

Começa a 2ª fase, conhecida como Main Round. São 4 grupos com 6 times em cada e apenas os dois primeiros de cada grupo avançam para as 4as de final.

Grupo III

O primeiro jogo da nova fase foi o duelo europeu entre Suíça e Islândia. E foi o jogo com o menor número de gols deste Mundial, com apenas 38. A Suíça conseguiu abrir uma vantagem no início do 1º tempo chegando a 5-3 e encerrou o 1º período na frente com 10-9. A Islândia buscava o empate, mas viu Alexander Petersson acabou colocando a sua mão no rosto do suíço Nicolas Ramey e recebeu um cartão vermelho direto. A Suíça aproveitou e abriu pra 13-11, mas logo a Islândia empatou em 13-13 e as duas equipes seguiam alternando gols até o 17-17, quando a Suíça marcou 3 seguidos até vencer por 20-18. Destaque pro goleiro suíço Nikola Portner, que defendeu 13 chutes. Desde o Mundial de 2017 que um jogo não tinha tão poucos gols, quando o Qatar venceu a Argentina por 21-17.

O jogo seguinte foi muito mais complicado do que se esperava. De 2008 para cá, a França venceu dois títulos olímpicos, quatro mundiais e dois europeus, mas a equipe sofreu com a Argélia nesta quarta-feira. O time africano começou muito melhor e logo tinha 5-1 e depois 9-5. A França se ajustou e conseguiu virar, marcando sete seguidos e chegar ao placar de 12-9. A França colocou de volta seu principais jogadores (Luka Karabatic, Kentin Mahé e Ludovic Fabregas) e o time se acertou, abrindo 15-12 e encerrando o 10 tempo com 16-14. Só que a Argélia não deu folga e virou o jogo com 21-20. A partida seguia equilibrada até o 26-26 faltando pouco mais de 3 minutos. A França conseguiu neutralizar a defesa argelina e fechou o jogo com 29-26, espantando a zebra.

Portugal e Noruega fizeram uma grande partida para fechar o dia. O jogo foi muito equilibrado e a Noruega acabou com a vitória parcial no 1º tempo com 16-14, com quatro do craque Sander Sagosen e quatro Harald Reinkind. Num 2º tempo eletrizante, a Noruega abriu 21-17, graças a algumas defesas do goleiro norueguês Torbjorn Bergerud, mas Portugal não deixava o adversário abrir e logo empatou em 26-26 e virou com 27-26. Com contra-ataques rápidos e eficientes, os noruegueses viraram com 3 gols seguidos para 29-27. Fábio Magalhães marcou mais um para os portugueses que, com 13 segundos pro fim, tinham a bola, mas o capitão Rui Silva acertou a trave e a vitória ficou com a Noruega por 29-28.

Grupo IV

No duelo dos Bálcãs, a favorita Eslovênia passou bem pela Macedônia do Norte. Foi um início bem parelho até o 9-9 com 22 minutos de jogo, mas em seguida a Eslovênia marcou 4 seguidos para ir pro vestiário com vantagem de 13-9. O goleiro esloveno Urban Lesjak fez um grande jogo, defendendo 17 ataques macedônios (46% dos chutes). Isso ajudava muito a Eslovênia, que logo tinha 21-12. A Macedônia até conseguiu diminuir aos poucos, mas nada suficiente. Com 3 gols nos minutos finais, a Eslovênia fechou com 31-21.

Sonhando com a vaga nas quartas em casa, o Egito venceu a equipe da Federação Russa de Handebol por 28-23. Com um grande primeiro tempo de Mohamed Mamdouh, que fez 6, o Egito foi pro intervalo com uma boa vantagem de 15-8, marcando 5 seguidos nos 10 minutos finais. A equipe russa não conseguiu diminuir a diferença e o Egito segurava o placar até a vitória. O jogo marcou o retorno de Ahmed El-Ahmar para a equipe egípcia após não jogar nas partidas iniciais. A lenda egípcia, que tem mais de 1.400 gols na carreira pela seleção, marcou mais seis na vitória.

Para encerrar o dia, Belarus e Suécia fizeram uma partida eletrizante e empataram em 26-26. Invicta na 1ª fase, a Suécia teve um início de jogo muito ruim. O bielorrusso Mikita Vailupau teve um início de jogo incrível e, com 25min do 1º tempo, já tinha marcado seis e liderava seu time que vencia por 13-5. Foi aí que a Suécia saiu da letargia e começou a buscar. Alfred Jonsson marcou três e Hampus Wanne dois e a Suécia foi pro intervalo perdendo de 15-11. A Suécia segui bem no início do 2º tempo com mais três gols na sequência e colou em Belarus com 15-14. Os times iam alternando tentos. Com 25-25, a Suécia ficou com um jogador a mais e marcou. Alfred Jonsson tinha a bola na mão para selar a incrível virada sueca, mas jogou longe. Num rápido ataque de Andrei Yurynok, Belarus empatou faltando poucos segundos pro fim.

Copa do Presidente – Grupo II

No torneio dos eliminados na 1ª fase, o destaque foi para o jogo entre Chile e Coreia do Sul, que teve 77 gols na vitória chilena por 44-33, com 12 gols de Rodrigo Salinas. Chile teve um incrível aproveitamento de 85% nos chutes a gols. No outro jogo, a Áustria, única equipe europeia eliminada na 1ª fase, venceu o Marrocos por tranquilos 36-22.

Mais em Os Olímpicos