Siga o OTD

Kane Tanaka revezamento da tocha

Laguna Olímpico

Tóquio-2020 terá mulher mais velha do mundo no revezamento da tocha

Em meio à pandemia do coronavírus, os organizadores confirmaram que Kane Tanaka, de 118 anos, levará o fogo olímpico em Shime, em maio

Kane Tanaka tem 118 anos e participará do revezamento no dia 11 de maio (Divulgação)

Tóquio-2020 terá mulher mais velha do mundo no revezamento da tocha

O revezamento da tocha olímpica de Tóquio-2020, previsto para começar no próximo dia 25, terá uma atração especial. O comitê organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos confirmou nesta sexta-feira (5) que a japonesa Kane Tanaka, a mulher mais velha do mundo, será uma das que irá carregar o fogo olímpico.

Aos 118 anos, Tanaka superou duas vezes um câncer, viu duas pandemias (a Gripe Espanhola de 1918 e a do coronavírus), além de ter testemunhado duas Guerras Mundiais. Ou seja, melhor personagem impossível para divulgar o revezamento da tocha olímpica. Especialmente em um momento no qual a Olimpíada anda com a popularidade em baixa no Japão, pelos casos de Covid-19 ainda longe de serem controlados.

+ O blog está no Twitter. Clique e siga para acompanhar
+ Curta a página do blog no Facebook
+ O blog também está no Instagram. Siga

Kane Tanaka deverá conduzir o fogo olímpico no dia 11 de maio, quando o tour da tocha passar pela cidade de Shime, onde ela vive, na província de Fukuoka. Ela deverá levar a chama em sua cadeira de rodas, empurrada por familiares. Ela avisou, contudo, que pretende dar os últimos passos e entregar a tocha sozinha.

Louvável que os organizadores tenham se preocupado em homenagear uma figura tão representativa para os japoneses quanto Kane Tanaka. Mas espero sinceramente que até lá ela já tenha sido contemplada com uma dose da vacinação contra a Covid-19, que está apenas começando no Japão. Nenhuma homenagem justificaria envolver um risco desnecessário, ainda mais às vésperas da Olimpíada, não é mesmo?

O revezamento da tocha olímpica começará no próximo dia 25, no centro nacional de treinamento J-Village, na cidade de Fukushima, a mais afetada pelo terremoto seguido de tsunami em 2011. No total, o fogo olímpico passará por 47 prefeituras do Japão, em um período de 121 dias. O ponto final será o Estádio Olímpico, no próximo dia 23 de julho.

Clique no link e seja você também um apoiador do blog. Ajude a combater a monocultura esportiva no Brasil

Mais em Laguna Olímpico