Siga o OTD

Maria Portela - Rafael Macedo - Mundial de judô

Judô

Maria Portela perde repescagem e fica em 7º lugar no Mundial

Maria Portela para na repescagem e consegue 2º melhor resultado do Brasil no Mundial. Rafael Macedo cai nas oitavas

(Twitter/CBJ)

Maria Portela perde repescagem e fica em 7º lugar no Mundial

No quarto dia do Mundial de judô em Budapeste, na Hungria, dois brasileiros entraram em ação. Nesta quinta-feira (10), Maria Portela (70kg) foi derrotada nas quartas de final e, posteriormente, na repescagem, terminando na sétima colocação, enquanto Rafael Macedo (90kg) parou nas oitavas de final. Ambos buscavam bons resultados no torneio para serem cabeças de chave em Tóquio 2020.

Maria Portela começou sua caminhada neste Mundial indo ao golden score logo na primeira luta. Ela conseguiu, então, um waza-ari contra a italina Alice Bellandi, avançando para as oitavas de final. Na sequência, a brasileira enfrentou uma luta mais tranquila e superou a tunisiana Nigel Lindolsi com dois waza-aris para avançar novamente.

+Assista ao vivo: Campeonato Mundial de Judô

Nas quartas de final, entretanto, Maria Portela acabou caindo para a japonesa Yoko Ono, que encaixou um estrangulamento, obrigando a brasileira a bater e desistir da luta. Assim, ela foi para a repescagem, mas sofreu nova derrota, desta vez para a irlandesa Meghan Fletcher, após ser imobilizada.

O resultado de Maria Portela é o segundo melhor do Brasil até aqui no Mundial de judô. Ela fica atrás apenas de Ketleyn Quadros, que terminou na quinta colocação no dia anterior, depois de perder a disputa pelo bronze.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBETWITTERINSTAGRAM E FACEBOOK

Por fim, Rafael Macedo venceu duas lutas, antes de ser eliminado nas oitavas de final. Ele superou na estreia o sul-coreano Kyujoon Mun com um waza-ari. E na segunda rodada, o brasileiro encarou o alemão Eduard Trippel, que foi desclassificado da luta por executar uma técnica irregular que coloca em risco a integridade física do adversário, forçando seu cotovelo.

Assim, Rafael Macedo garantiu vaga nas oitavas de final do Mundial de judô. Mas ele acabou não passando por Altanbagana Gantulga, da Mongólia, que venceu nas punições.

Mais em Judô