Siga o OTD

seleção brasileira de judô missão europa competições volta

Judô

Mundial de Budapeste encerrará corrida olímpica para Tóquio

A IJF (Federação Internacional de Judô) apresentou o calendário de eventos de 2021 já confirmados, com destaque para o Mundial e a data do término da corrida olímpica

O Brasil foi campeão mundial pela última vez com Mayra Aguiar, em 2017 (Gabriela Sabau/IJF)

Mundial de Budapeste encerrará corrida olímpica para Tóquio

A IJF (Federação Internacional de Judô) apresentou nesta quarta-feira (6) o calendário de torneios já confirmados para o primeiro semestre de 2021. Serão oito, com destaque para o Mundial de Budapeste, marcado para terminar duas semanas antes da data limite de classificação para os Jogos Olímpicos de Tóquio.

O Mundial de Budapeste, na Hungria, foi agendado para 6 a 13 de junho. No mesmo mês, dia 28, a corrida olímpica da modalidade é encerrada. Vale lembrar que a competição é a que mais dá pontos para o ranking mundial, base da definição das vagas nos Jogos. São 2 mil para os campeões.

A temporada começa com o World Masters em Doha, no Catar, que já estava confirmado anteriormente. O campeonato vai de 11 a 13 de janeiro e é o segundo que mais vale pontos no ranking mundial. São 1,8 mil para cada campeão.

Cinco Slams e o Pan-americano

Entre o Masters e o Mundial serão realizados cinco Grand Slams, terceiro maior nível de torneio em pontuação, com mil para os vencedores. Todos, exceto o de Paris, eram Grand Prix até o ano passado, o quarto em pontuação com 700 para os medalhistas de ouro.

+ Seleção já está concentrada visando o World Masters

O primeiro será em Tel Aviv, Israel, entre 18 e 20 de fevereiro. Dando continuidade ao calendário do judô, Tashkent, capital do Uzbequistão, recebe de 5 a 7 de março o segundo. Em seguida, de 26 a 28 do mesmo mês, será a vez de Tbilisi, principal cidade da Geórgia.

Grand Prix de Tel Aviv de judô ao vivo Mundial de Budapeste judô atletas Tóquio
Até 2020 Tel Aviv era Grand Prix e não Grand Slam (IJF)

Sem tempo para descansos, de 1º a 3 de abril, Antalya, na Turquia, será o palco de mais um Grand Slam. Em maio, nos dias 8 e 9, será a vez de Paris, na França, um dos mais badalados do calendário. Entre ambos, de 16 a 18 de abril, será realizado o Campeonato Pan-Americano da Argentina, com 700 pontos para os campeões.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM E NO FACEBOOK

Encerradas as lutas na capital francesa, vem o Mundial, com as competições individuais e por equipes, algo que acontece apenas nele e debutará nos Jogos de Tóquio. As lutas olímpicas serão de 24 a 31 de julho.

Calendário judô 2021

11 a 13 de janeiro: World Masters – Doha/Catar – 1.800 pts
18 a 20 de fevereiro: Grand Slam – Tel Aviv/Israel – 1.000 pts
5 a 7 de março: Grand Slam – Tashkent/Usbequistão – 1.000 pts
26 a 28 de março: Grand Slam – Tbilisi/Geórgia – 1.000 pts
1º a 3 de abril: Grand Slam – Antalya/Turquia – 1.000 pts
16 a 18 de abril: Campeonato Pan-Americano – Cordoba/Argentina – 700 pts
8 a 9 de maio: Grand Slam – Paris/França – 1.000 pts
6 a 13 de junho: Mundial Individual e Equipes – Budapeste/Hungria – 2.000 pts
24 a 31 de julho: Jogos Olímpicos de Tóquio

Mais em Judô