Siga o OTD

Jogos Mundiais de Praia

Seleção masculina vai disputar o ouro no Beach Soccer

Divulgação

Seleção masculina vai disputar o ouro no Beach Soccer

Na decisão! A Seleção Brasileira masculina de beach soccer se garantiu na final dos Jogos Mundiais de Praia, no Catar. Na semifinal, os brasileiros eliminaram a Itália, ao vencer por 7 a 5, e encaram a Rússia. Entre as mulheres, o Brasil foi superado

A seleção brasileira masculina encarou a Itália em uma das semifinais. Bem orientados pelo treinador Gilberto Costa, os brasileiros foram organizados em campo e passaram pelos adversários com uma boa vitória por 7 a 5. Rodrigo marcou três gols, todos de bicicleta. Filipe, duas vezes, Catarino e Lucão fecharam o placar.

“Era uma partida importante na nossa caminhada, pois valia a vaga na final. Nossa equipe, muito bem treinada, entrou sabendo o que era para fazer. Eliminamos as principais jogadas deles. Sabemos dos jogadores perigosos que a Itália tem e não demos espaços. Colocamos nosso ritmo, marcamos forte, com intensidade. Trabalhamos bem a bola, abrimos espaços e os gols saíram. Estou muito feliz em ter ajudado meus companheiros com dois gols na vitória de hoje”, disse o camisa 5, Filipe.

Considerado por muitos do mundo do beach soccer o melhor defensor do planeta, Catarino reforçou as palavras do companheiro de time, mas chamou a atenção para os erros cometidos contra os italianos.

“Glória a Deus! Foi um jogo de detalhes. Ambas as seleções já se conhecem há muito tempo. Fizemos o que o treinador nos pediu, mas erramos em alguns lances bobos. Felizmente não comprometeu o resultado. Agora é descansar e analisar o que precisa ser melhorado para a final contra Rússia, para não cometermos os mesmos erros”, concluiu o camisa 4.

Derrota no feminino

A Seleção feminina abriu a rodada e encantando a torcida. Com muita organização e a raça de sempre, dominou a partida com segurança, mostrando ao mundo todo que uma nova era no beach soccer feminino está surgindo.

A artilheira pernambucana Nayara abriu o placar a favor do Brasil, com mais uma boa jogada de velocidade e tiro certeiro. Depois, Adriele deixou o seu. A Grã-Bretanha descontou com um chute da área de defesa no ângulo. A craque Dani Barboza assinou mais um gol de placa, mandando de bicicleta para o fundo das redes da goleira britânica e fazendo 3 a 1. Novamente as adversárias chegaram perto e fizeram de cabeça seu segundo. Mas a atacante Lorena aproveitou uma falta bem próxima ao gol para fazer 4 a 2 Brasil, placar ampliado novamente pela jovem Nayara, em jogada individual de pura categoria.

O resultado favorável ao Brasil começou a ser diminuído com um belo gol de bicicleta das britânicas, restando 8 minutos para a acabar a partida. Um minuto depois, de cabeça, fizeram o quarto gol. Um pênalti a favor das adversárias restando pouco mais de um minuto para o fim do jogo proporcionou o empate. E faltando 58 segundos para o término, a capitã britânica novamente acertou uma bomba de sua área de defesa no ângulo, sem defesa para a goleira Lelê Lopes. Derrota doída, mas que mostrou que a nossa seleção tem muito a crescer ainda.

“Deixamos tudo o que tínhamos em campo hoje. Entramos preparadas para encarar uma das equipes mais fortes do mundo sabendo que a gente também tem um grupo muito bom. Jogamos uma grande partida, mas infelizmente a vitória não veio. Vamos nos recuperar para entrar com a mesma garra pela medalha de bronze”, disse a camisa 6, Nayara.

Mais em Jogos Mundiais de Praia