Siga o OTD

Hipismo

Zanotelli na final do Global Champions com Madrid In Motion

Equipe do brasileiro ficou com a sexta e última vaga após a disputa das semifinais em Praga. Yuri Mansur, com o Doha Falcons, ficou em décimo e está fora

Marlon Zanotelli Samorin Eslováquia vice Global Champions Tour hipismo Peelbergen
Zanotelli não foi bem, mas o time passou (Luis Ruas/arquivo)

O Madrid In Motion, time do brasileiro Marlon Zanotelli, se classificou para a final do Global Champions Tour de hipismo ao ficar com a sexta colocação nas semifinais disputada nesta sexta-feira (19) em Praga, na República Tcheca. Yuri Mansur, com o Doha Falcons, também competiu e acabou em décimo, uma vez que apenas os seis primeiros avançaram para a disputa do título. A decisão será neste domingo (21), com a primeira rodada marcada para as 11h40 e a segunda para as 13h25.

Apesar da classificação, Marlon Zanotelli não fez uma boa prova e quase foi o responsável pela queda da equipe. Montando Like a Diamond Van Het Schaeck, o brasileiro amargou 19 pontos de penalidade, fazendo com que o Madrid In Motion somasse 20. Menos mal que o sétimo colocado, o Prague Lions, somou 26. O holandês Maikel Van Der Vleuten, com Beauville Z, que zerou o percurso, e o irlandês Mark McAuley, com Jasco VD Bisschop, que somou um ponto de penalidade, completam o time de Zanotelli.

Já Yuri Mansur e Vitiki também não tiveram um bom dia e acrescentaram 13 pontos de penalidade para o Doha Falcons, que acabou com 40. Mike Kawai, japonês montando Celvin, foi pior e somou 26. O qatariano Bassem Mohammed, e Caletto Cabana, foi melhor e perdeu apenas um ponto. O melhor time da semifinal do Global Champions Tour foi o Shanghai Swans, somando 17 pontos, mesma quantidade do London Knights, que ficou atrás por conta de três décimos na soma das três cronometragenes: 216s88 contra 218s58.

+ OTD vai comentar Pan da Juventude no Canal Olímpico

Vitória em Gorla Minore

Além de Marlon Zanotelli na semifinal do Global Champions Tour, o dia teve muitos brasileiros competindo em provas individuais de hipismo pelo mundo. João Paulo Pereira dos Santos venceu o Concurso de Saltos duas estrelas para montarias com até seis anos de idade disputado em Gorla Minore, na Itália. Montando Trudy, ele fechou o percurso sem penalidades com o tempo de 70s40. O segundo colocado foi o suíço Joëlle Brahier Hilléreau, com Faribole Merze, que cravou 71s13, e o terceiro foi a italiana Ludovica Minoli, com Kadans Van Perbeemd, marcando 71s30. Ele competiu também com Eroshi O’Sitele na disputa com montarias até sete anos e ficou em 14º. Esteve, ainda, em dois concursos para montarias adultas, fechando em 66º com Iniesta no com obstáculos até 1m35 e em 23º com Azzaro Semilly no até 1m30.

Bélgica e Portugal

João Victor Castro também foi ao pódio, mas em Lier, na Bélgica. Montando Manolo Z, ele ficou em terceiro lugar no concurso de duas estrelas com obstáculos a 1m45. Cravou 71s26 contra 70s04 do vencedor, a belga Evelyne Putters, com Eye of The Tiger, e os 71s23 do holandês Lars Kersten. Ele também competiu com Nikita Du Roton em concurso de duas estrelas com obstáculos a 1m40 e ficou na sexta colocação. Nesta última, Eduardo Menezes também competiu, com H5 Nostalgie, e foi o 26º. Ambos estiveram na prova de uma estrela para montarias com até sete anos de idade, sendo que Eduardo, com Porthos Maestro WH Z, foi o 27º, e João Victor foi o 33º com Criterio LS.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBETWITTERINSTAGRAMTIK TOK E FACEBOOK

Em Vilamoura, Portugal, Luiz Felipe Azevedo foi o melhor brasileiro em concurso três estrelas a 1m40, computando para a Copa das Nações. Foi o único que entrou no desempate, fechando na 14ª colocação montando Hoselinde. André Américo de Miranda, com Drouot Louvo, e Felipe Amaral, foram os outros dois que competiram. No dois estrelas a 1m40, Luiz Felipe Azevedo, com Sierra du Piedroux Z, ficou em 16º. Novamente, apenas ele passou para o desempate. Ana Samaia, montando Etincelle de La Fosse, também competiu.

Ainda em Vilamoura, mas na prova de três estrelas valendo para a Copa das Nações de hipismo, com obstáculos a 1m50, foram para a pista Luiz Felipe Azevedo e Hermes van de Vrombautshoeve, Felipe Amaral e Germanico T, Felipe Guinato e Bigstar, além de Camilla Mazza e Eldorado V, mas nenhum conjunto seguiu para o desempate. O mesmo ocorreu na de duas estrelas a 1m30 com Maria Elisa Gonzaga, com Castello 194, e no de duas estrelas a 1m20 com a mesma amazona brasileira, porém montando Cayenne 244.

Peelbergen

Por fim, em Peelbergen, na Holanda, o hipismo do Brasil foi representado por André Reichmann em dois concursos, mas ele não passou para o desempate em nenhum deles. Montou Quinetto Z no de duas estrelas com obstáculos até 1m45 e Ego de Toxandria Z no de uma estrela para montarias até sete anos com obstáculos a 1m35.

APOIE O OLIMPÍADA TODO DIA

Desde setembro de 2016, o Olimpíada Todo Dia não deixa você ter saudade dos Jogos nunca. É o único veículo de comunicação que todos os dias traz a trajetória dos atletas olímpicos e paralímpicos, combatendo a monocultura do futebol e na busca de ajudar a mudar a cultura esportiva do Brasil. Gosta do nosso trabalho? Nos apoie! Faça um pix para [email protected]

Outra alternativa para nos apoiar é usando o cupom OTD em compras na Centauro. Com o cupom, você ganha 10% de desconto na compra de equipamentos esportivos e parte do valor será revertido para o Olimpíada Todo Dia. Vale lembrar que os descontos não são cumulativos. Se alguma peça já estiver em oferta, você não conseguirá aumentar o desconto, mas se colocar o cupom OTD, parte do valor vai ajudar o portal do mesmo jeito. Você pode comprar também pela vitrine do OTD no site das Centauro.

Mais em Hipismo