Siga o OTD

Mundial de handebol covid-19 Cabo Verde

Handebol

Surto de Covid-19 obriga Cabo Verde a desistir de Mundial

Com seis casos positivos, seleção africana fica apenas com nove atletas aptos a competir, um a menos do mínimo necessário previsto pelo regulamento

(divulgação/IHF)

Surto de Covid-19 obriga Cabo Verde a desistir de Mundial

A federação internacional (IHF, sigla em inglês) anunciou na segunda-feira (18) a desistência da seleção de Cabo Verde do Campeonato Mundial de Handebol do Egito. A equipe africana vive um surto de casos do novo coronavírus (Covid-19) que a deixou com apenas nove atletas à disposição no elenco. O regulamento prevê um mínimo de dez jogadores aptos para jogar.

O grupo de Cabo Verde viajou com 15 atletas. Quatro deles, porém, foram diagnosticados com a Covid-19 ao chegarem no Egito. Com 11 jogadores disponíveis, a seleção estreou com derrota por 34 a 27 para a Hungria. Em nova bateria de testes, antes do segundo jogo, contra a Alemanha, mais dois casos do novo coronavírus foram confirmados, o que impossibilitou a realização da partida, válida pelo Grupo A do Mundial de Handebol. Os alemães ganharam por W.O., o equivalente a uma vitória por 10 a 0.

O último compromisso de Cabo Verde pela primeira fase seria nesta terça-feira (19), diante do Uruguai. Segundo a nota divulgada pela IHF, “como a seleção encontrava dificuldades para reunir ao menos dez jogadores aptos para competir, conforme o regulamento, a decisão foi por deixar o campeonato”. Ainda de acordo com a federação, o time africano será considerado derrotado por W.O. nos jogos que faria pela Copa Presidente, que reunirá as equipes que não passassem à segunda fase.

Com a desistência, Hungria, Alemanha e Uruguai, demais participantes do Grupo A, estão automaticamente classificados à sequência do Mundial de Handebol. Os três melhores de cada um dos oito grupos irão à segunda fase, em que as seleções serão divididos em quatro chaves de seis times. As duas melhores equipes de cada grupo prosseguirão às quartas de final.

Futuro brasileiro

Após empates com Espanha e Tunísia, o Brasil decide o futuro no Mundial do Egito nesta terça, às 16h30 (horário de Brasília), contra a Polônia, com acompanhamento ao vivo do Olimpíada Todo Dia.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM E NO FACEBOOK

Os espanhóis lideram o Grupo B com três pontos, acumulando uma vitória (que vale dois pontos) e um empate (um ponto), seguidos por poloneses (uma vitória e uma derrota) e brasileiros, com dois pontos. Os tunisianos estão em último, com um ponto (um empate e uma derrota). Na segunda fase, os times que avançarem dos grupos B e A estarão na mesma chave.

Lincoln Chaves, da Agência Brasil

Mais em Handebol