Siga o OTD

Ginástica Artística

Brasil fica sem medalhas nas finais por aparelhos no Pan juvenil

Brasil fica próximo do pódio no feminino, mas fica sem medalhas nas finais juvenis do Pan-Americano de ginástica artística

Brasil Pan-Americano de ginástica artística
Andreza de Lima ficou em quarto lugar nas barras assimétricas (Foto: Ricardo Bufolin/CBG)

Neste sábado (16), foram realizadas as finais por aparelho da competição juvenil do Pan-Americano de ginástica artística. Os ginastas do Brasil participaram de todas as finais, mas não conseguiram subir ao pódio.

Os melhores resultados vieram no feminino, com dois quarto lugares, com Andreza Lima nas barras assimétricas e Gabriela Barbosa na trave. Andreza competiu em três finais. No salto sobre a mesa, ela foi a sexta colocada com média 12.600. Ela teve um desvio para a lateral no seu Yurchenko com pirueta e acabou pisando fora da área delimitada, perdendo três décimos por isso, o que derrubou a sua nota final.

Nas barras assimétricas, Andreza fez uma série limpa e tirou 12.067, ficando com o quarto lugar. Gabriela Barbosa entrou na final de última hora, substituindo a canadense Tagan Shaver que se lesionou na final do salto. Gabi teve um erro de execução no seu pak e terminou em sétimo lugar com 11.200.

+ Brasil bate Sérvia e vai à final da Liga das Nações

Gabriela ficou próxima do pódio na trave. Ela teve uma ótima execução na sua série, mas cometeu alguns erros na saída e terminou em quarto lugar com 12.567.

No solo, Andreza teve uma queda que tirou sua chance de medalha, com a ginasta terminando em sétimo lugar com 12.000. Hellen Carvalho foi a segunda representante do Brasil na final. Ela fez uma boa apresentação e conseguiu 12.633 pontos, ficando apenas dois décimos atrás da medalha de bronze.

Hellen Carvalho competindo no solo (Foto: Ricardo Bufolin/CBG)

Finais masculinas

Na final masculina do solo, Kayke Santos conseguiu 13.200 pontos. Ele melhorou em relação à qualificatória, subindo em dois décimos a sua nota de dificuldade para terminar na quinta colocação. Joao Perdigão participou de três finais. Nas argolas, ele foi o quinto colocado com 12.500. João terminou em sétimo lugar nas barras paralelas com 12.050 e em quinto lugar na barra fixa com 11.950 pontos.

João Perdigão se apresentando nas argolas (Foto: Ricardo Bufolin/CBG)

No cavalo com alças, o Brasil teve dois representantes. Bernardo Ferreira apresentou uma série com dificuldade mais baixa, mas uma execução limpa, conseguindo 11.950 pontos para terminar na quinta colocação. Bruno Silva estava fazendo uma boa apresentação, mas teve uma queda na saída e ficou em sétimo lugar com 10.600. Bruno também competiu no salto, onde foi o sétimo colocado com média 13.550 (13.850/13.250).

+ SIGA O OTD NO YOUTUBETWITTERINSTAGRAMTIK TOK E FACEBOOK

APOIE O OLIMPÍADA TODO DIA

Desde setembro de 2016, o Olimpíada Todo Dia não deixa você ter saudade dos Jogos nunca. É o único veículo de comunicação que todos os dias traz a trajetória dos atletas olímpicos e paralímpicos, combatendo a monocultura do futebol e na busca de ajudar a mudar a cultura esportiva do Brasil. Gosta do nosso trabalho? Nos apoie! Faça um pix para [email protected]

Outra alternativa para nos apoiar é usando o cupom OTD em compras na Centauro. Com o cupom, você ganha 10% de desconto na compra de equipamentos esportivos e parte do valor será revertido para o Olimpíada Todo Dia. Vale lembrar que os descontos não são cumulativos. Se alguma peça já estiver em oferta, você não conseguirá aumentar o desconto, mas se colocar o cupom OTD, parte do valor vai ajudar o portal do mesmo jeito. Você pode comprar também pela vitrine do OTD no site das Centauro.

Mais em Ginástica Artística