Siga o OTD

Arthur Nory calendário

Ginástica Artística

Arthur Nory comemora homenagem da FIG em calendário

Imagem do ginasta festejando o título mundial de 2019 foi escolhida pela entidade para ilustrar a publicação

(Reprodução/FIG)

Arthur Nory comemora homenagem da FIG em calendário

Embora tenha acontecido em 2019, a conquista do título mundial na ginástica artística por Arthur Nory, na prova da barra fixa, continua repercutindo. A FIG (Federação Internacional de Ginástica) divulgou seu calendário anual de 2021 e usou uma das imagens do brasileiro comemorando a medalha de ouro no Mundial de Stuttgart (ALE), agachado e chorando, tendo ao lado seu treinador, Cristiano Albino.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM E NO FACEBOOK

A escolha da foto ilustra o mês de outubro do calendário e deixou o ginasta brasileiro emocionado. “Ao saber que estou no calendário da FIG, fiquei muito emocionado e honrado. É um reconhecimento enorme. É uma homenagem incrível, e representa meu País mundo afora. Sinto muito orgulho por fazer parte”, diz o campeão mundial Arthur Nory, que foi ainda medalhista de bronze na prova do solo da Olimpíada Rio-2016.

Alívio e êxtase

Para Cristiano Albino, aquela imagem representa um momento de êxtase e alívio. “Foi um planejamento que deu certo, por toda contribuição de vários profissionais envolvidos, pelas dificuldades enfrentadas, por momentos de dúvida, etc. Foi uma conquista em conjunto com muitos profissionais e muita dedicação de todos. Sou muito grato a todos que contribuíram para ele chegar a esse resultado”, disse o treinador.

Segundo ele, a conquista da medalha de ouro por Arthur Nory no Mundial de ginástica artística de 2019 foi sua maior realização como treinador, mais até do que o bronze olímpico.

“Lá no Rio, fomos para o tudo ou nada. Nory fez o papel dele na final, e acabou tendo resultado. No Mundial foi diferente. Sabíamos da possibilidade e que dava para chegar. Foi tudo planejado. Tínhamos tudo em mente, desde os adversários até os elementos que iriam incorporar a série do Nory. Teve um grande trabalho com várias trocas de série e elementos até encaixar certinho. Até os descontos foram planejados”, relembrou Cristiano Albino.

Mais em Ginástica Artística