Siga o OTD

debinha comemora brasil x canadá torneio she believes

Futebol

Brasil domina o Canadá e termina Torneio She Believes com vitória

Brasil domina o Canadá, com grande atuação no primeiro tempo, vence por 2 a 0 com gols de Debinha e Júlia Bianchi e termina como vice-campeão do Torneio She Believes

Sam Robles/CBF

Brasil domina o Canadá e termina Torneio She Believes com vitória

A seleção brasileira de futebol feminino encerrou nesta quarta-feira a participação no Torneio She Believes com vitória de 2 a 0 sobre o Canadá em partida disputada em Orlando, nos Estados Unidos. Com o resultado, a equipe comandada por Pia Sundhage terminou a competição, atrás apenas das donas da casa, que venceram os três jogos que fizeram, o último deles por 6 a 0 em cima da Argentina.

Na partida contra o Canadá, Pia Sundhage escalou a seleção brasileira com algumas surpresas: Tainara na lateral-direita, Julia Bianchi como volante, Ivana Fuso e Adriana nas meias e Marta no ataque ao lado de Debinha.

A maior novidade era Ivana Fuso. Filha de brasileira com italiano, que joga na Inglaterra e já defendeu a Alemanha nas categorias de base, a jogadora deu conta do recado com uma ótima atuação. Logo de cara, inclusive, deu uma enfiada de bola para Debinha no primeiro lance de perigo criado pelo Brasil.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM, NO FACEBOOK E NO TIKTOK

Como o Canadá posicionado de forma mais defensiva, o Brasil tinha dificuldades para criar oportunidades, mas foi em um dos pedidos especiais de Pia Sundhage que saiu o primeiro gol. A treinadora queria ver a equipe com marcação alta, pressionando o adversário em seu campo de defesa.

Num lance deles, o Brasil roubou uma bola no ataque. Adriana chutou na trave e, no rebote, Debinha empurrou para a rede para fazer 1 a 0 para a seleção brasileira.

Adriana, que tinha se destacado como volante na estreia contra a Argentina, voltou a jogar muito bem, desta vez em sua posição de origem como meia. Quem também foi muito bem foi a volante Júlia Bianchi, destaque do Avaí Kindermann vice-campeão brasileiro, recentemente contratada pelo Palmeiras.

Júlia Bianchi comemora o segundo gol da seleção brasileira

Coube a Júlia Bianchi a marcação do segundo gol brasileiro. Em outro lance de pressão em cima da defesa do Canadá, a bola sobrou limpa para a volante, que bateu bonito para fazer 2 a 0.

Uma vantagem construída com autoridade pela seleção brasileira, que mal sofreu com os ataques do Canadá, que não finalizou nenhuma vez com real perigo no primeiro tempo.

Os únicos lances em que as canadenses tiveram alguma chance foram em erros de saída de bola da goleira Bárbara, mas que a zaga, comandada por Rafaelle, conseguiu afastar.

No intervalo, Pia Sundhage tirou Tamires, Marta e Tamires para as entradas de Camilinha, Cristiane e Andressa Alves. Não só essas, mas outras mexidas feitas pela treinadora para testar mais jogadoras fizeram com que o ritmo da seleção brasileira caísse bastante.

Com isso, o Brasil não conseguiu incomodar o Canadá no segundo tempo, mas também pouco sofreu. Só no final, as canadenses, que tentaram pressionar, conseguiram acertar uma bola na trave.

O segundo tempo não foi um primor, mas valeu pelo primeiro em que o Brasil construiu uma vitória com autoridade diante do Canadá para fechar o Torneio She Believes com vitória e o saldo extremamente positivo. A única derrota foi para as campeãs mundiais dos Estados Unidos.

Veja como foi: Brasil x Canadá – Torneio She Believes de futebol feminino

Mais em Futebol