Siga o OTD

Esgrima

Ginevra Giordano abre temporada no Circuito Internacional Júnior

Ginevra Giordano é a primeira do Brasil a ir à pista no ano; ela disputa a Copa do Mundo Júnior de Espada em Udine, na Itália

Ginevra Giordano
Ginevra Giordano vai ser a primeira brasileira a jogar em 2022. Foto: Rosele Sanchotene

Ginevra Giordano foi a responsável por encerrar a temporada brasileira no circuito internacional de esgrima na categoria júnior em 2021 e ela será a incumbida de abrir a atual. A brasileira disputa a edição da Copa do Mundo Júnior de Espada, que acontece em Udine, na Itália, neste domingo (9).  

Esse vai ser o primeiro torneio da arma, considerando tanto os eventos júnior e sênior, e promete ser especial para ela. Ginevra, que tem apenas 16 anos e é 139ª no ranking mundial da espada na categoria, vai participar pela segunda vez na carreira de uma Copa do Mundo e em ambas ela esteve em um campeonato acima de sua faixa etária. Apesar disso, a intenção da atleta é não dar moleza para as adversárias em Udine.

-Após ótimo Mundial, brasileiras retornam à Champions League

“Essa é a segunda Copa do Mundo que faço e, embora seja uma categoria superior à minha, espero poder competir de igual para igual”, disse Ginevra Giordano.

A primeira participação de Ginevra em competições do nível aconteceu no último mês. Na Copa do Mundo Júnior, em Burgos, na Espanha – torneio que reuniu seis das dez melhores atletas juniores do mundo – ela passou da pule com duas vitórias e acabou caindo no quadro de 128 para a russa Irina Selina.

“Tive uma ótima experiência em Burgos. Acabou sendo um excelente treino por eu ter tido a oportunidade de jogar contra as melhores do mundo”, enalteceu a esgrimista.

+ Siga o OTD no YOUTUBE, no INSTAGRAM e no FACEBOOK

Assim como na competição na Espanha, a vida de Ginevra não será fácil na Itália. Estão confirmadas no campeonato cinco das dez principais atletas da espada na categoria júnior: as russas Polina Khaertdinova (1ª colocada no ranking mundial) e Iana Bekmurzova (8ª); a tcheca Veronika Bieleszova (4ª); a húngara Lili Buki (7ª); e a italiana Gaia Caforio (9ª).

Mais em Esgrima

viagra