Siga o OTD

Curiosidades olímpicas

Depressão por cobrança em excesso parou Torpedo australiano

Conheça a trajetória de Ian Thorpe, que foi campeão mundial pela primeira vez com 15 anos, ganhou nove medalhas olímpicas, das quais cinco foram de ouro, bateu 13 recordes e ganhou 11 títulos mundiais. Tudo isso numa carreira encerrada precocemente aos 24 anos

Ian Thorpe é o maior vencedor da história da Austrália em Jogos Olímpicos com cinco ouros, duas pratas e um bronze (COI)

O sucesso foi extremamente precoce. Aos 15 anos, Ian Thorpe já era campeão mundial. Com 17, o Torpedo, como era chamado, se transformou no principal nome do esporte australiano em Sydney-2000. Ao todo, faturou nove medalhas olímpicas, das quais cinco foram de ouro, bateu 13 recordes e ganhou 11 títulos mundiais. Mas, com apenas 24 anos decidiu se aposentar. Os motivos? Depressão e consumo abusivo de álcool causados pela enorme cobrança de resultados, revelados por ele em autobiografia. Depois disso, o atleta ensaiou ainda um retorno para disputar a Olimpíada de Sydney-2000, mas não obteve sucesso.

Tudo começou muito cedo na carreira de Ian Thorpe. Dos cinco anos de idade, quando começou a nadar por influência da irmã, a vira passou como um torpedo até que ele se tornasse, aos 14 anos, o mais jovem nadador a defender a Austrália em competições adultas.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NOINSTAGRAM E NO FACEBOOK

Com 15 anos, em 1998, foi campeão mundial ao vencer os 400 m livre em Perth. Aos 16, bateu seu primeiro recorde mundial e começou seu reinado nas piscinas. O auge aconteceu entre 2000 e 2002, quando ele foi raríssimas vezes derrotado.

SYDNEY-2000 – REINADO EM CASA

Ian Thorpe faturou cinco medalhas olímpicas em Sydney-2000 com 18 anos incompletos (COI)

Em Sydney-2000, com 18 anos incompletos, Ian Thorpe teve todos os holofotes apontados para ele nos Jogos Olímpicos disputados em seu país. O nadador não decepcionou. Nas provas individuais, foi ouro nos 400 m livre e prata nos 200 m livre. Nos revezamentos, ajudou a levar a Austrália à vitória no 4 x 100 m livre e 4 x 200 m livre e ao segundo lugar no 4 x 100 m medley.

Depois das cinco medalhas olímpicas conquistadas diante da torcida australiana, Ian Thorpe continuou a fazer história. No Mundial de 2001, o Torpedo venceu os 200 m, 400 m e 800 m livre, todas as provas com recorde mundial, e também conquistou a vitória em três revezamentos. Com isso, se tornou o primeiro a ganhar seis ouros numa única edição do Mundial de natação.

ATENAS-2004 – THORPE X PHELPS

Ian Thorpe venceu Michael Phelps no único confronto individual que tiveram em Jogos Olímpicos (News Limited)
Ian Thorpe venceu Michael Phelps no único confronto individual que tiveram em Jogos Olímpicos (News Limited)

No Mundial de 2003, Ian Thorpe subiu mais cinco vezes no pódio, com três ouros, uma prata e um bronze. Em Atenas-2004, o Torpedo passou a dividir as atenções nas piscinas com outro fenômeno que estava surgindo: Michael Phelps, que tinha 19 anos, dois a menos do que o australiano.

Mas na única prova individual em que tiveram frente a frente, a vitória foi de Ian Thorpe. Na final olímpica dos 200 m livre, que ficou conhecida como a “Prova do Século”, o australiano derrotou o holandês Pieter van den Hoogenband e Michael Phelps  com uma arrancada impressionante nos últimos 50 metros.

Os outros confrontos aconteceram em provas de revezamento. No 4 x 200 m livre, os Estados Unidos levaram o ouro, enquanto a Austrália ficou com a prata. No 4 x 100 m livre, a equipe australiana terminou na sexta colocação, enquanto a americana colocou o bronze no peito. A vitória foi da África do Sul.

Dias antes da histórica vitória na “Prova do Século”, Ian Thorpe conquistou o ouro nos 400 m livre, prova para a qual não havia se classificado para os Jogos Olímpicos por ter queimado a largada na seletiva, mas ficou com a vaga porque Craig Stevens desistiu.

Para completar, Ian Thorpe ainda foi bronze nos 100 m livre, se tornando o australiano com o maior número de medalhas na história dos Jogos Olímpicos: cinco ouros, três pratas e um bronze.

APOSENTADORIA PRECOCE

Após a Olimpíada de Atenas-2004, Ian Thorpe decidiu tirar um período sabático e se afastou das piscinas, ensaiando uma aposentadoria que se concretizou no final de 2006, quato meses antes antes do Mundial, que seria disputado em Melbourne em 2007. A decisão surpreendeu o mundo da natação porque o Torpedo tinha apenas 24 anos.

Os motivos – depressão e consumo abusivo de álcool – foram causados, segundo publicou em autobiografia, pela enorme pressão por resultados que sofreu desde que era muito jovem. Em 2011, no entanto, anunciou a volta às piscinas com o desejo de disputar os Jogos Olímpicos de Londres-2012, mas, sem se aproximar dos tempos dos dias de glória, logo desistiu da empreitada. Dois anos depois, revelou ser gay e hoje atua como ativista pelos direitos dos homossexuais, comentarista de tv e filantropo.

Mais em Curiosidades olímpicas