Siga o OTD

Curiosidades olímpicas

Dança clássica foi a base para lenda dos saltos ornamentais

Após estudar dança clássica na infância e juventude, Greg Louganis foi grande nome dos saltos ornamentais entre os Jogos Olímpicos de 1976 e 1988

Greg Louganis estudou dança clássica por muitos anos. Esta formação serviu de base para, aliada à sua grande habilidade atlética, transformá-lo no maior atleta de todos os tempos dos saltos ornamentais. O americano só não é o maior recordista de medalhas da modalidade nos Jogos Olímpicos porque foi impedido de competir em Moscou-1980 por conta do boicote comandado pelos Estados Unidos ao evento realizado na União Soviética na época da Guerra Fria.

A caminhada de Greg Louganis até o estrelado não foi fácil. Nascido na Califórnia em 1960, foi colocado para adoção por seus pais biológicos quando tinha oito meses. Foi criado pelos pais adotivos, Frances e Peter Louganis, que eram descendentes de gregos.

SIGA O OTD NO FACEBOOKINSTAGRAMTWITTER E YOUTUBE

Com apenas 18 meses, começou a aprender dança após presenciar as aulas da irmã e tentar participar. Aos três anos, já praticava diariamente e se fazia apresentações. Quando começou no esporte, uniu sua paixão pela dança à “coreografia” necessária durante as acrobacias feitas pelos atletas de saltos ornamentais antes de cair na água.

O sucesso nas piscinas o levou precocemente aos Jogos Olímpicos. Aos 16 anos, ele representou os Estados Unidos em Montreal-1976. Ficou em sexto lugar no trampolim de 3 m, mas levou a medalha de prata na plataforma de 10 m, atrás apenas do italiano Klaus Dibiasi, dono de três medalhas de ouro e duas de prata entre os 1964 e 1976.

Quem via o sucesso do garoto, medalhista olímpico tão jovem, não imagina o que ele passava. Em autobiografia publicada por ele em 1996, Greg Louganis revelou uma relação de violência doméstica e estupro, bem como depressão na adolescência, e como ele começou a fumar e beber ainda jovem.

Greg Louganis posa com duas das quatro medalhas de ouro olímpicas que ganhou
Greg Louganis posa com duas das quatro medalhas de ouro olímpicas que ganhou

Mas Greg Louganis superou tudo isso para brilhar nas piscinas. Em 1978, aos 18 anos, conquistou seu primeiro título mundial ao vencer a prova da plataforma de 10 m. Com o campeão olímpico de Montreal-1976,  Klaus Dibiasi, aposentado, o americano era considerado o grande favorito ao ouro em Moscou-1980, mas o boicote frustrou as expectativas.

Nesta época, Greg Louganis estava na universidade, onde aprimorou algumas de suas técnicas e se formou em dança e teatro. Um ano depois de receber o diploma, o atleta dos Estados Unidos brilhou no Mundial de saltos ornamentais de 1982 ao se tornar tornou o primeiro a receber uma nota 10 de todos os sete juízes em uma competição internacional. Na oportunidade, ele foi campeão tanto da plataforma quanto do trampolim.

Em Los Angeles-1984, Greg Louganis estava no auge. Aos 24 anos, não havia adversários que conseguisse rivalizar com ele e mais duas medalhas de ouro foram conquistadas na plataforma e no trampolim, feito que ele repetiu no Mundial de 1986.

Greg Louganis bate a cabeça no trampolim durante os Jogos Olímpicos de Seul-1988 
(Brian Smith)
Greg Louganis bate a cabeça no trampolim durante os Jogos Olímpicos de Seul-1988
(Brian Smith)

Nos Jogos Olímpicos de Seul-1988, Greg Louganis era mais uma vez o favorito, mas, por pouco, um acidente não colocou tudo a perder. Na fase classificatória do trampolim de 3 m, o americano liderava após oito saltos, mas era perseguido de perto pelo chinês Tan Liangde, que havia sido prata em Los Angeles-1984.

No nono salto, Greg Louganis bateu a cabeça no trampolim e caiu mal na água. A baixa pontuação o derrubou para a quinta colocação, mas havia a dúvida se ele continuaria na competição. O choque lhe causou um corte profundo e foi possível ver sangue na piscina.

Greg Louganis teve que tomar vários pontos na cabeça, mas voltou à competição. Mesmo ferido, conseguiu uma ótima nota em seu último salto e se classificou para a final na terceira colocação.

Na decisão do ouro, no entanto, o americano não deu chance para ninguém e terminou a prova com quase 26 pontos de vantagem sobre Tan Liangde, que ficou com a prata.

Com o bicampeonato olímpico garantido no trampolim, a intenção era repetir o feito na plataforma. Mas não foi fácil e a vitória de Greg Louganis foi histórica. Ele estava atrás de Xiong Ni na classificação, mas, na última tentativa, executou um salto de elevada dificuldade e conquistou a medalha de ouro por apenas 1,14 ponto de diferença.

Greg Louganis já era soropositivo em Seul-1988. Apesar de saber que tinha o vírus da AIDS seis meses antes dos Jogos Olímpicos, ele só revelou isso em 1995, um ano depois dele ter assumido a homossexualidade. Hoje em dia, é um ativista dos direitos dos homossexuais e também defensor da conscientização sobre o HIV. 

Mais em Curiosidades olímpicas