Siga o OTD

Curiosidades olímpicas

A história de Carl Lewis: maior atleta olímpico do século XX

Conheça a história de Carl Lewis, dono de dez medalhas olímpicas e considerado o maior atleta do século XX pelo Comitê Olímpico Internacional (COI)

Carl Lewis ganhou dez medalhas em Jogos Olímpicos e outras dez em Mundiais (Iaaf)

O americano Carl Lewis foi por duas décadas o principal destaque do atletismo mundial. Com dez medalhas olímpicas e outras dez mundiais, foi eleito pelo Comitê Olímpico Internacional (COI) e pela revista especializada Sports Illustrated o maior atleta do século 20.

As nove medalhas de ouro em Jogos Olímpicos foram conquistadas por Carl Lewis em Los Angeles-1984 (100 m, 200 m, revezamento 4 × 100 m e salto em distância), Seul-1988 (100m e salto em distância), Barcelona-1992 (revezamento 4 x 100 m e salto em distância) e Atlanta-1996 (salto em distância). Ele também foi prata nos 200 m em Seul.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM E NO FACEBOOK

Os quatro ouros conquistados por Carl Lewis em Los Angeles-1984 igualaram o feito obtido por Jesse Owens em Berlim-1936. Fora isso, ele foi quatro vezes seguidas campeão olímpico do salto em distância, feito que só outros quatro atletas atingiram na história das Olimpíadas em provas individuais: Al Oerter, do levantamento de peso, Michael Phelps, da natação, e os velejadores Paul Evstrøm e Ben Ainslie.

CArl Lewis no salto em distância
Uma das lendas do esporte mundial, Carl Lewis conquistou o tetra no salto em distância, em 1984, 1988, 1992 e 1996 (Crédito: reprodução)

Além dos feitos em Jogos Olímpicos, Carl Lewis ganhou nove medalhas em Campeonatos Mundiais, oito delas de ouro, completadas com mais uma prata e um bronze. Apesar de ter sido recordista mundial dos 100 m entre 1988 e 1994, sua principal prova era o salto em distância. Ele ficou dez anos invicto na modalidade com uma inscrível sequência de 65 vitórias seguidas.

Apesar disso, ele nunca conseguiu bater o recorde mundial do salto em distância. No Mundial de 1991, Carl Lewis atingiu a melhor marca de sua carreira ao pular 8,87 m, mas foi superado por Mike Powell, que alcançou 8,95 m e quebrou a incrível marca de Bob Beamon.

Carl Lewis em 1988
O canadense Ben Johnson comemora sua vitória na chegada dos 100 m da Olimpíada de Seul-1988. Logo atrás, o americano Carl Lewis. Johnson perderia a medalha de ouro dias depois, por doping (Crédito: AFP)

Nos 100 m, Carl Lewis igualou duas vezes o recorde mundial, em agosto de 1987 e setembro de 1988, que pertencia ao compatriota Calvin Smith desde julho de 1993, ao marcar 9s93. A primeira vez que ele bateu a marca foi nos Jogos Olímpicos de Seul-1988 ao completar a prova em 9s92. Na oportunidade, no entanto, cruzou a linha de chegada em segundo lugar, atrás do canadense Ben Johnson, que marcou 9s79.

Três dias depois, o vencedor da prova foi desclassificado por doping e Carl Lewis herdou a medalha de ouro e os recordes olímpico e mundial. A marca permaneceu dele até junho de 1991, quando Lerroy Burrel marcou 9s90, mas dois meses depois Lewis recuperou o título ao cravar 9s86. Depois disso, foram mais três anos como o homem mais rápido de todos os tempos até que Burrel quebrou a marca de novo em 1994.

Mais em Curiosidades olímpicas